Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

Minha esposa Possuída

Por: LeJannas - Categoria: Fetiches

Minha esposa Possuída

Essa é meu primeiro conto e espero que gostem.

Após um dia cansativo de trabalho, chego em casa e encontro minha esposa me esperando. Olho em volta e pergunto cadê as crianças e ela pegando uma toalha me diz que saíram, enquanto me leva ao banheiro: Tome um banho – com cara de safada!

Sai do banho enrolado na toalha e fui ao quarto e quando chego, a vejo sentada na cama, do um beijo nela e ela me manda deitar com um sorriso nos lábios. Obedeci, deitei de barriga pra cima ainda enrolado na toalha, ela vem engatinhando e sobe em cima de mim. Ela estava com roupas comuns de quando está em casa, não parecia que queria algo. Em cima de mim, me beijou e segurando minhas mãos, quando me dei conta eu estava amarrado, ela sai de cima de mim com um olhar de quem vai aprontar e amarra meus pés também. Sai do quarto e me deixa sozinho, após um tempo sozinho a chamei, porque ela não voltava e ela não me respondia.
Depois de um tempo ela volta com uma lingerie que eu nunca tinha visto, com certeza era nova. Ela bem branquinha, se destacava a lingerie vermelha. Ela vindo em minha direção, quando pensei em falar algo ela fez sinal para q eu me calasse. Veio engatinhando por cima de mim, beijou minha boca e começou a descer pelo meu pescoço, peito barriga até chegar na toalha, abriu com uma certa força, estranhei porque ela era sempre muito carinhosa, e até aquele momento só estava sendo safada, como se quisesse somente sexo. Eu estava gostando daquela versão da minha esposa, afinal era novo para mim.
Após tirar a minha toalha, saiu do quarto novamente e quando voltou, tinha um baldinho na mão, e sem subir em cima de mim, deu um beijo de leve no meu pau, que já estava a ponto de bala, tirou um cubo de gelo e começou a passar pelo meu corpo. Ela não falava nada nem me deixava falar, simplesmente mandando em toda a situação. Subiu novamente em cima de mim, meu corpo frio por causa do gelo sentia o corpo dela muito quente em cima do meu. Me dava mordidas pelo meu corpo, e algumas com força que me tirava gemidos de dor, e a cada gemido de dor ela parecia gostar ainda mais. Desceu pelo meu corpo, mas nem encostou no meu pau, a não ser seus seios fartos enquanto descia. Chegou em meus pés e quando subiu, abriu minhas pernas o quanto pode já que eu estava amarrado e começou a beijar e morder minhas coxas na parte interna.
Subiu novamente como se meu pau não fosse nada, porém em cima de mim esfregava sua buceta com vontade nele e sua minúscula calcinha passando sobre meu pau deixava ele quase dentro dela. Se levantou e em pé na cama virou de costas pra mim tirou sua calcinha mostrando tudo que eu gosto de ver. Abaixou com a bunda na minha cara, eu me estiquei todo mas não me deixou encostar, mas pude perceber que ela estava bem molhada. Se ajoelhou sobre mim e com a bunda enorme na minha cara revelando buceta e cuzinho começou a me chupar enquanto eu amarrado não podia encostar nela, apenas podia contemplar aquela lua. Ela olhou para tras e perguntou se eu queria chupa la também, e eu claro disse que sim. Ela foi um pouco mais pra tras mas não o suficiente, e eu conseguia no máximo encostar a língua na sua buceta molhadinha. Ela na mesma posição foi mais pra baixo e com o meu pau todo melado e ela bem molhada, esfregava e só olhava pra tras sem falar nada.
Se levantou, apagou a luz e subindo em cima de mim tratou de colocar logo meu pau pra dentro, e ela de tão molhada, meu pau escorregou todinho pra dentro e ela já começou a fazer movimentos rápidos e forte e logo gozou gemendo alto, ela parecia estar possuída. Com o corpo mais levantado, praticamente sentada em meu pau todinho dentro dela não parava os movimentos e com as mãos no meu peito começou a gemer de novo, estava gozando e tive certeza quando cravou as unhas com toda força no meu peito, reclamei que tinha doido e ela me beijou calando minha boca. Ela me perguntou:
- Gosta de me ver gozar?
- Claro que sim.
- Quer sentir o gosto do meu gozo?
- Claro que sim, tras aqui.
Ela em cima de mim, colocou seus peitos em minha boca e pediu para eu chupar com vontade, enquanto eu fazia ela pedia pra eu morder o biquinho e eu sempre obedecendo. Subiu mais um pouco e se ajoelhou em cima da minha cara, chupei aquela buceta com muito gosto, então ela se virou e com voz firme me mandou continuar e eu obedeci. Pegando meu pau, perguntou:
- Ta gostando de ser dominado?
- To com medo, mas to gostando.
- Posso deixar mais gostoso se quiser.
- Quero muito.
Levantou, ascendeu a luz e como num 69 subiu em cima de mim, pegou no meu pau e começou a me punhetar, com suas mão abriu a bunda e perguntou se eu queria, mas antes de eu responder ela sentou na minha cara e não levantava. No começo foi gostoso mas depois comecei a me debater, pois não tinha como respirar e ela estava gostando. Quase sem ar ela tirou da minha cara, que ficou toda melada com sua buceta molhada. Olhou para minha cara ainda possuída e fez de novo, mas dessa vez mesmo ficando sem ar, eu estava gostando e ela também. Fez mais algumas vezes e isso me excitava mais, pois nem eu sabia que gostava disso.
Depois disso se abaixou e começou a me chupar bem gostoso e deixou eu também te chupar, estava tão gostoso que eu enfiava a língua na buceta e passava no cuzinho dela e ela dava alguns suspiros sem tirar meu pau da boca. Chupou até eu gozar e sem tirar a boca continuou mesmo depois que gozei, sentia que ela cuspia meu leite mas mesmo assim não tirava meu pau da boca. Eu gemia alto, tão alto quanto nunca fiz e isso parece que dava mais vontade e prazer nela, e assim ela rebolava com a bunda na minha cara.
Depois que acabamos ela me beijou, soltou as minhas mãos e pés e dormiu no meu peito!

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto
foto avatar usuario LeJannas
Por: LeJannas
Codigo do conto: 15558
Votos: 1
Categoria: Fetiches
Publicado em: 31/12/2018

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login




Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2021 - club-columb.ru - Todos os direitos reservados


www.casadoscontos.com.brcontoerotico.com irmã entrou aflita no banho comigoconto do velho negaoúltimos contos eróticos gayscontos sou casada e fui seduzida por outra mulher na piscinaconto erotico amo cheiro de pau de cachorrocontos eroticos vizinha coroacontos eroticos excitacao crescentecontos eróticos meus sobrinhos comem minha buceta todos os dias contos eróticos angolanosos meninos da escola comeram minha mae evangelica contoContos eroticos minha esposa no metro tirou o cacete do coroa para fora e bateu punhetaconto erotico cuckold negao saradoComi mamae contos eroticoscontos eroticos de cornos tarados por guampacontos eróticos 2015contos eróticos flagrei meu avô com minha namoradaconto erotico, sentando na picacasados contos eróticoscontos eróticos cachorro de ruacontos de sexo zoofiliacontos casaContos como virei prostitutaConto erótico seu Antônio e a meninaconto erotico de esposa de pastorcasa doscontoseróticosconto erotico mae negra gordinha e filhoingenua contosconto do velho negaocontos eroticos zoofoliacontos eroticos com mulher madura virgemzoofilia contosConto erotico pai engravida cunhadacontos por categoriasconto zoo pulou em mimcontos de incesto mae e filhocontos amigo apertadinhacontos de incesto realcontos eroticos de casais liberaisconto erótico lesbicocontos eróticos comendo gêmeas e a mãe delas ao mesmo tempoConto de estupro de casadacontos eroticos com marcos e cladiaME MIJEI DE DOR NO NÓ DO MEU CACHORRO - Casa dos Contos videocontos incesto 2018comendo minha deliciosa esposinha na minha frente ertcontosconto erótico de incestoconto erotico aprendendo dar a bundacasa dos contos eroticasa dos contos eroticos comA pizzaria fase 3 parte 7 casa dos contos eroticosgosei no cu da minha mae conto eroticocontos erótico meu amigo viu minha esposa de calcinha e se masturboirma viuva bebada incesto contoscssa dos contoscasados contoswww.casa dos contos eroticosDou cu homemcontos pai taradocasadoscontosgaycontos eroticos padrescontos eroticos: noiva dotadolesbicas casa dos contos eroticoscontos punheta com irmaContos eroticos minha esposa e ninfeta e o coroa esta comendo elaconto engravidei minha maecontos eroticos vizinha coroacontos eroticos sou casada dormi hotel com meu irmao e tive que me masturbarcontos eroticos melhoresconto erotico comeu meu cu quando eu era pequenocontos eroticos incesto com fotoscontos professoracontos erótico senhora me punhetandocontos e devaneios eroticos entre mulheres casadascontos eróticos últimosultimos contos eroticoscontos erotico homem gay da o cu ao seu cachorrocasa dos conto gaycontos categoriasobrigada a fazer xixi contoscasa doa contos eróticoscontos erotico escoregou no sikenciocontos categoriascu de mãe conto conto erotico menage com alunasconto erotico estuprada na fazenda por varios conto porno obriguei minha irma me da o cu virgemcontos erótico com coroas de nome Marlene de MGcontos eróticos adoro da o cuzinho pro meu sobrinhocontos eroticos de mariacontos erotico de traicao em corona virusCont erot Menina senta no colo