Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

No sítio do gringo

Por: esposamulata - Categoria: Cornos-Cuckold

Olá meu nome é Anderson e tenho 43 anos e tenho uma esposa de 40 anos, o nome dela Abgail e estamos juntos há mais de 26 anos.
Minha esposa embora com seus 40 anos não aparenta tal idade, é mulata 1,63 de altura, peitos pequenos e um traseiro em cima, o que faz pensar que ela tem lá uns vinte poucos anos.
Depois de muitos anos andando a pé resolvemos comprar um carro velho mais conservado, tirei a CNH e tudo certo .
Abgail é uma mulher muito correta e por isso na hora de nossas relações eu tinha receio de fantasiar algumas coisas para ela, mas dai chegou o acesso fácil a internet e então tudo começou a ficar mais fácil; sempre que estávamos sozinhos em casa eu procurava filmes pornôs para nós assistirmos e depois que íamos transar começava a falar nos seus ouvidos daquelas pirocas enormes que tinha visto nos filmes e se ela aguentaria coisa parecida e ela foi se acostumando com isso e eu toda vez que vou transar com falo algum fetiche e ela goza que nem uma louca.
Pois bem, depois que compramos o carro ela pediu para ensiná-la dirigir e depois de algum tempo falei com ela que iria começar a ensiná-la. Perto de onde a gente mora tem loteamento recente, já com as ruas asfaltadas que favorece o aprendizado .
Então num certo final de semana a convidei para ir lá mais uma vez para o treino de direção e nessa hora ela estava de vestido e eu brinquei com ela, vai desse jeito que você está sem calcinha.
Liguei o carro e fomos para o loteamento que ainda estava deserto, pois ninguém ainda estava autorizado a construir, nesse dia estava bastante calor que o suor escorria; fiz com que ela desse bastante voltas pelas ruas e que se iniciasse o controle de embreagem, o que fez que ela suasse como uma égua no cio, assim que tomei a direção do veículo eu apalpei suas coxas e elevei minha mão direita até a sua buceta e para minha surpresa ela estava mesmo sem calcinha, como eu havia lhe sugerido, quando passei a mão em sua buceta ela estava toda suada e além de suada estava toda melada.
Voltamos para casa e fomos direto para o quarto, pois nossos filhos ainda estavam na praça e fomos fuder aquela buceta quente e melada, assim que comecei a fuder comecei também a falar coisas no seu ouvido; e eu pedi para ela imaginar que nós saíamos para ela aprender a dirigir, mas que nós fomos para outro local mais afastado e que estava fazendo muito calor mesmo, e que depois de muito treino percebemos que precisávamos tomar água e que não tínhamos levado nada para beber. Por sorte nossa a gente estava perto de um sítio de um gringo, porém a gente sabia da fama desse gringo que ele gostava de mulata, mas esquecemos deste detalhe e fomos até dentro de sua propriedade pedir-lhe água, e depois de alguns chamados ele apareceu dos fundos do terreno e nos recebeu em sua casa, deu a água que nós pedimos e me convidou para ir ao açude, pois ele estava pescando e havia deixado os peixes pescado lá e que iria busca-los antes que algum bicho os pegassem e então chamei minha esposa que não iria e que nós já tinha que ir embora pois deixamos o portão de casa trancado e os filhos estavam de fora, então a deixei sentada no sofá da sala do gringo e fui mais ele buscar os tais peixes e quando eu e ele chegou na beira do açude das duas varas de pesca que ele deixou de espera havia um enorme peixe fisgado em uma delas e quando ele foi tirar o peixe a linha não resistiu e estourou, então como gosto de pescar fiquei empolgado e quis tentar pegar algum, percebendo meu interesse em pescaria me falouque podia pescar e o que pegar pode levar pra vocês, ele saiu em direção a casa e disse que iria buscar o restante da tralha de pesca e então eu comecei a pescar e estava pescando uma belas tilápias, por estar boa a pescaria não percebi que já havia se passado mais de meia hora que eu estava ali, quando vi, juntei os peixes que havia conseguido pescar e fui agradecê-lo pelos peixes e chamar minha esposa para irmos embora, quando cheguei na sala percebi que minha esposa ainda estava suada e que o tal do gringo também estava. Agradeci pelo peixe e pela água e fomos embora. No caminho eu senti um cheiro de sexo vindo da minha esposa e imaginei que ela estava querendo me dá, então fui apalpar sua buceta e ai que eu vi que ela estava sem calcinha, só de vestidinho, apalpei e senti que sua buceta estava uma lagoa e como sempre fui passar o dedo na portinha de seu rabo e com espanto seu cu também estava encharcado, que me engoliu dois dedos de uma só vez, tive que perguntar o que aconteceu e ela meio sem jeito me contou o acontecido, que quando saímos para o açude ela se espojou no sofá e pelo cansaço, pois ela só tem folga do trabalho de 15 em 15 dias ela rapidamente pegou no sono e dormiu com as pernas abertas, de repente ela sentiu uma rola roçando sua buceta e pensou estar em nossa casa e que fosse eu, mas ai que ela sentiu que era uma rola branca grande e grossa que estava lhe fudendo, ela disse que pensou em gritar mas que depois sentiu que estava gostando e que abriu mais ainda para gringo fuder com força e rapidez e que sua buceta mordia aquela rola enorme porque fazia calor e ela estava dilatada, mas como sua buceta estava dilatada a piroca do gringo também estava e o que fez a deixasse toda arrombada, e ele a pegou de várias posições em questão de minutos, então chegou um instante que ele viu aquele cuzão negro piscando de tesão e resolveu dar uma pincelada com seu enorme mastro na entrada de seu rabo e que ela aceitou sem relutar, apenas três forçadinha seu cu engoliu toda aquela piroca e apenas algumas bombadas ele encheu seu cu de porra; foi quando eles perceberam minha aproximação e se recompuseram, ela precisou somente ajeitar seu vestido.
Acelerei o carro e em alguns minutos chegamos em casa, fomos direto para nosso quarto, coloquei-a de quatro e vi aquele bucetão todo inchado e aquele cu todo arrombado, então dei umas penetradas na sua buceta que por estar muito inchada ainda dava umas mordidas e logo pus em cuzão e comecei a bombar e a porra do gringo escorria e ainda estava quente e nessa hora para meu alívio eu e ela gozamos juntos.
Só para lembrar pessoal, o gringo foi só um fetiche, mas o gozo dela foi real ouvindo este conto.      

Comentarios

Eu queria conhecer esse gringo,só pra levar pra ele uma conhecida que é um estouro,adora gringos que gosta de conversar.

Por:oliveira10 em 06/02/2020 07:36
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2021 - club-columb.ru - Todos os direitos reservados


conto cuckoldcontos eroticos com marcos e cladiaacabou comendo minha esposa contosConto erotico sou casada com um velho barrigudoContos eroticos flagrei minha esposa a lamber a buçeta da negra novinhaConto ninfeta safada casadaContos incesto mai troca marido pelo filhona casa da tia slteira vendo tv ela com um corpo lindo nua casa dos contos cornocontos eróticos agiu como cafajestecontos minha esposa fez de tudo pro meu tio querercomer elaconto erotico cachorroCONTO AMIGO GAY NO MEU COLO/conto/2782/desfile-de-calcinha.htmlcontos eróticos transformando a amante lésbica em putacontos eroticos pequenagosto d epassa penis na minha prima contoContoseroticos portuguesescontos eroticos escrava sexualContos erótico pagina 20 a 39 contos zoofiliacontos eroticos incesto minha tia e meu primo olhandoconto incesto padrastocontos eroticos entre mae e filhacontos eroticos incesto mae e filhoprofessor da minha namorada comeu ela. conto eroticocasa dos contos incestomelhor conto eroticoConto erótico eu ingênua mamando o coroa escondida dos meus paísconto erotico zoofiliasites de contos eroticosconto erotico gay malhadoconto erótico ai que delícia papaieu sabia que ele queria comer minha mulher contiscontos eroticos de cornos3 meninas na suruba contoContos gays eu minha prima e seu cachorroconto 23cm abrindo rsbocontos eróticos meus sobrinhos comem minha buceta todos os dias minha esposa trepou contoscontos eroticos travesticontos eroticos na infacia bundinha no chuveirocasadiscontoscasas dos contos eróticoscrorssdresser.lingeries.fazenda.contos.feriasvirei cadela do meu tio...contoscontos eroticos novinho pé de mesacontos porno trepado na frente do marido sei ele percebercasadoscontos comcontos gays siteContos eroticos viciada em zoofiliabucetas de cunhada a ser cumido com cunhado e caescontos eroticos gay estupro coletivoconto erotico zoocontos eroticos: Uma familia unida e feliz 45professora safada do jovem adulto conto eroticoconto papai nos fodeu muitocontos eroticos grupalRelato erotico de incesto o desejo dos meus pais parte 2 por Dudaconto na casa da avo dormi com tia separadafuderam minha namorada contos eroticoscasa dos contos zoofiliaacervo dos contoscontos eróticos terapeuta casadagozaram no copo e me deram pra beber contoscontos heroticos meus amigos comeram a amamaeirma no clube contowww.contos eroticos flha rabuda casada padrasto contos traicaomacho submisso conto erotico gayconto erótico encotrei minha esposa com o amanteminha mulher foi fodida no trabalho delacontos eróticos dominaçãorelatos eróticos contratei novinho fodeu esposascontos de incestocontos reais de cornosconto erotico esposa "so uma punheta"cuckold cornocasa dos contos.comConto erotico ninfeta estupradacontos de travestisContos de punheta e brochecontos eroticos de lesbicascontos eroticos fiz ela se arrepender de me traircasa doscontos eroticosultimos contos eroticosConto erotico putinhaobrigada a fazer xixi contoscontos lesb