Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

Eu, meu marido e nossa empregada domestica.

Por: Carioca - Categoria: Sadomasoquismo

Meu marido e eu sempre tivemos um excelente desempenho na cama, há 2 anos, contratamos nossa atual empregada domestica, contratamos a Silvia (nome fictício). Morena, 27 anos, divorciada, caprichosa com a casa. Dorme no emprego de segunda a sexta.
Percebemos logo no inicio o grande interesse dela pelo o que acontecia no nosso quarto, à noite. Sempre prepara nossa cama, quase como cama de motel. Tudo bem arrumadinho, limpissimo, convidativo. Ela foi conquistando cada vez mais a nossa confiança e participando da nossa intimidade. Agora ela participa de tudo. Sem exceção.
É a Silvia quem cuida de toda intimidade do casal e em particular da minha intimidade.   não fazemos sexo com ela. O que a Silvia gosta de fazer e faz bem feito, é servir seus patrões na intimidade.
Para que vocês tenham uma idéia, vou narrar como foi à noite de ontem. Cheguei do trabalho as 18:30h, cansada e tensa. Antes de tomar banho, Silvia tirou a minha roupa e fez uma massagem relaxante, principalmente na minha bundinha e em volta do meu cuzinho. Depois massageou a parte de dentro das minhas pernas, minhas virilhas e por fim a minha chaninha. Ela não se importa por eu estar menstruada, acho mesmo que até gosta, cuida com muito cuidado e prazer.
Excita-me vê-la cuidando de mim como se eu fosse uma Deusa, uma rainha. Ela faz o que eu mandar na hora que eu quiser.
Apos o banho de espuma preparado pela minha empregada, vesti uma roupa confortável e fiquei esperando o meu marido.
Carlos (nome fictício) chegou e a Silvia já se prontificou em preparar o seu banho.   Carlos também desfruta dos seus serviços extras.
Enquanto Carlos tomava um banho, mandei a empregada se preparar para atender aos caprichos do meu marido.
Mandamos Silvia apresentar a bumba para ganhar uns tapinhas. Era a primeira vez que nossa empregada era avisada que iria apanhar. Silvia não perdeu tempo e tirou toda a roupa e ficou de quatro do lado da cama com a bunda virada para nos dois.
Carlos deu uns tapinhas na bunda da empregada e falou que eu deveria terminar o serviço. Dei o primeiro tapinha e ela gemia e pedia mais dizendo: “quero mais”, “a senhora bate fraco, quero mais”, “sou sua serviçal, pode bater”. Minha mão já estava começando a doer de tanto bater na bunda da Silvia.   Meu marido tomou a atitude que se espera de um homem. Começou a dar as ordens. Mandou a empregada deitar na cama e abrir bem as pernas e começou a dar tapinhas na sua buceta. Enquanto isto eu dava tapinhas na cara da Silvia. Ela apanhava na buceta e na cara.
Carlos ordenou a empregada a tirar o meu OB. Ela puxou lentamente o fio do OB, até sair de dentro de mim. Carlos mandou a empregada deitar, e mandou eu ficar de joelhos sobre a cara da Silvia. Nos duas obedecemos. Realmente eu estava muito menstruada. Comecei a sentir o sangue escorrer, saindo de dentro de mim. Carlos fez a Silvia chupar cada gotinha do meu sangue. Ele batia na buceta da Silvia e dizia, “chupe todo o sangue. Chupe tudo sua escrava safada.” Silvia, como sempre, obedece. Chupou, lambeu e engoliu todo o meu sangue.   
Enquanto eu era lambida pela minha empregada obediente, eu tinha a sua buceta na minha frente. Carlos mandou eu dar um tapinha na buceta da Silvia que não podia falar, estava com a cara enfiada na minha buceta. Cada tapinha que eu dava, ela gemia e se contorcia, chupando ainda mais.    Neste momento, Carlos me beijou na boca, declarou seu amor por mim e ao mesmo tempo me ordenou a dar uma surra de verdade na empregada obediente. Carlos abril ainda mais as pernas da Silvia e arreganhou sua buceta para eu bater. Quanto mais eu batia, mais esfregava minha buceta e meu cuzinhio na cara daquela empregadinha vadia. Ela se contorcia, gemia e gozou me chupando,e apanhando na buceta. Ontem, mais uma vez, gozamos na cara da nossa empregada domestica.
Silvia é uma perfeita escrava. Quando chego em casa depois de um dia cansativo de trabalho, imponho o meu poder sobre a empregada, outras patroas mandam fazer um suco de laranja ou preparar um lanche para se sentir poderosa. Eu mando minha empregada tirar minha roupa e lamber minha bocetinha suada o meu cuzinho e os meus pés. Quanto mais suada, é mais humilhante e eu me sinto poderosa.   
É maravilhoso ter uma empregada domestica que cuida da casa, lava passa, cozinha e cuida da minha intimidade. No banheiro, ela abaixa minha calcinha, eu me sento no vaso, ela fica de joelhos esperando eu fazer xixi ou coco para me limpar com a ducha. É ela quem troca o meu modes ou coloca e tira o meu OB. Silvia é a nossa serviçal.   
Meu marido gosta de mandar a empregada chupar a minha buceta depois que ele goza dentro. A Silvia é obrigada a sugar toda a sua porra e engolir.
Agora, nossa fantasia e convidar um casal para assistir nossa criadinha sendo humilhada, apanhando e gostando. Temos uma boa vida com ela.   

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2020 - club-columb.ru - Todos os direitos reservados

Online porn video at mobile phone


contos sadomasoquismocasa dos cobtos eroticoscasa dos contos eroticos incestocontos eróticos de masturbaçãomelhores contos gaycass dos contoscontos eroticos lésbicascontos eróticos gay com fotoscomi minha prima contos eroticoscasadosontoshistória de zoofiliacontos eroticos noraultimo conto eroticorelatos de cornoscontos eróticos atuaiscasa dos contos incestocontos de insestosconto erotico zoofiliacontos incesto mãe e filhocontos eroticos fetichezoofilia?trackid=sp-006conto erotico grupallésbicas contoscasadoscontos comcasa dos.contos eróticoscontos cuckoldcasadoscontodcontos de incestos com fotoscomendo a tia contos eroticoscontos eroticos c fotoscontos porno de incestocontos eróticos com animaiscontoroticocontos incesto realcontos gays sitecontos bisexualcasacontoeroticocasa dos contos zoofiliacontos bisexcontos eróticos de cornowww casadoscontoscontos com travesticonto erotico zoofiliacasa dos contos cornocasadoscontos eróticoscasa doscontos eróticosconto erótico travestiexibicionismo eroticocontos gays siterelatos de cornoscontos eróticos lésbicacasadoscontocasa dos contos crossdressercasadoscontos comtravestis contoscontoscasadoswww.casadoscontosrelatos eroticos por codigoconto cuckoldcontos eroticos cornoincesto conto eroticocasa dos conto gayultimos contos de incestocontoeroticosmae casa dos contoscontos incestpriminha contosincesto mae e filho contosconto erotico bicontos por categoriasrelatos de cornocasadosxontoscontos insestoconto eróticos zoofiliaa casa dos contos eroticoscasa dos contos eroticos ultimoscontos eróticos ultimoscontoseroticiscasados contos eróticoscontos eróticos ultimoscontos eróticos cornolesbicas casa dos contos eroticosconto sadocontos eroticos tiascontos erotico comunidade