Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

A fazenda inesquecível

Por: Diniz - Categoria: Grupal

Eu tenho 1.75 de altura, branco, malhado, cabelos lisos, um pau mediando! 19cm não muito grosso nem muito fino.
Ela tem 1.65 de altura, branca, magra, seios pequenos e bunda grande com pernas bem torneadas, cabelos loiros e compridos.
Uma bocetinha linda, clítoris um pouco avantajado e branquinho, sua boceta e pequena, lisa, cheirosa e rosinha.
Como sempre, evito falar nomes aqui! Sempre me refiro ela ou minha esposa.

Bem… irei contar algo que nos aconteceu já tem uns bons meses rs quebrei a ordem contando sobre a virada de ano pq foi muito boa a experiência.
Vamos lá?
Meus pais tem uma fazenda grande de cria, recria e engorda de gado, muito raramente íamos lá na fazenda porque fica longe é minha esposa não gosta muito de fazenda.
Meus pais decidiram fazer uma viagem para uma feira de agronegócios e pediu para ficarmos na fazenda por 5 dias até eles voltarem pq o gerente da fazenda estava de férias.
Minha esposa não gostou muito da ideia mas foi comigo, saímos numa quinta feira à tarde para a fazenda e chegamos lá por volta das 10 da noite.
O caseiro da fazenda seu dilico, esse realmente é o nome dele rsrs. Seu dilico nos recepcionou, já estava com o quarto arrumado a nossa espera.
Nos acomodamos, seu dilico nos ofereceu janta mas nós estávamos cheios de comer besteiras, decidimos ir dormir! Seu dilico tem um quarto na casa principalmente mas ele tem a casinha dele próximo à sede também, lá que ele mora.
Disse que iria para a casa dele e que se precisasse de algo era só gritar ele, agradecemos e nós recolhemos no quarto, estávamos mortos de cansado, estrada horrível.
Dormimos a noite toda, no outro dia acordamos por volta de umas 9 da manhã, seu dilico tinha feito um baita café da manhã com muitos pães, queijo, leite, doces e etc…
Comemos bastante seu dilico disse que tinha uns cavalos novos e se nós não queríamos ver, fomos no quarto colocar uma calça e fomos ver esses cavalos nos estábulos, minha esposa ficou encantada com os cavalos, seu dilico arrumou uma cela para ela andar em um dos cavalos, ela curtiu muito.
Após andar bastante no cavalos e voltar para o estábulo, ela desceu e seu dilico começou a tirar a dela do cavalo, tinha uma égua no estábulo da frente que estava no cio, o cavalo ficou de pau duro na mesma da hora hahaha minha esposa ficou espantada pois ela nunca tinha visto um pau de cavalo kkkkk
Ela disse em tom de susto, “meus Deus amor! Seu dilico, que isso gente?” Ela apontava para o pau do cavalo e dizia, “amor olha o tamanho disso kkkkk” seu dilico ria bastante! Minha esposa perguntou para ele, “seu dilico do céu, isso cabe na equinho?” Seu dilico respondeu, “cabe sim dona!” Ela estava espantada rsrs
Após ver aquela monstruosidade de pau kkk fomos para a sede novamente, no caminho minha esposa falou, “aquela égua é igual eu né amor? Gosta de rola grande!” Deu um sorrisinho de safada.
Voltamos para a sede e sentamos num sofá grande que tem na área, perguntei para o dilico onde estava os peões, ele disse que estavam fazendo embarque de carreta e provavelmente eles viriam só na hora de ir embora!.
Passamos o resto da tarde atoa deitados, olhando para as belezas a nossa volta e minha esposa sempre falando do pau do cavalo rs “nossa amor, é muito grande né o pau de cavalo! Será que tem homem que tem um cacete assim?” Eu só sorria achando graça.
Já estava entediado de não fazer nada, os peões começaram a chegar na sede, eram em torno de uns 6 homens! Chegaram pegaram suas coisas e eu dei o dinheiro da diária de cada um, meus pais já deixaram tudo separado sobrará entregar.
Tinha peão de todo tipo, magrelo, pequeno, alto, negro, branco rsrs
Teve dois que os caras eram brutos! Tinham mais ou menos 1,95 de altura, fala grossa, um era branco bem forte e o outro era moreno não muito forte, ambos mais ou menos entre uns 38 anos.
Vi que minha esposa vidrou os olhos neles Hehe
Mas eles apenas pegaram seus dinheiros e foram embora, só voltariam na segunda feira.
A noite caiu, sai dilico fez um frango caipira top demais, comemos e mais uma vez não tínhamos nada para fazer.
Minha esposa não sei por que diabos não queria transar, na quinta e na sexta falou a mesma coisa de que não estava no clima, Eu não forcei a barra! Não quer então não quer.
Dormimos mais uma vez e que noite longa rsrs parecia que nunca iria acabar! Consegui dormi e fui acordar era umas 12 horas da manhã! Minha esposa não estava na cama, levantei fui em direção a sala que é junto com a cozinha e a área rs a tudo em um só ambiente.
Minha esposa estava preparando o almoço com seu dilico, ela estava muito linda e sexy! Estava com um pijaminha todo vermelho com uns ursinhos estampado, uma malha bem fininha, não estava usando calcinha nem sutiã, os biquinhos dos peitos estavam durinhos e o short do pijama estava bem coladinho em sua bunda, as polpas da bumba ficavam a mostra.
Sentei a mesa e esperei o almoço sair! Seu dilico brincou, “o senhor fica aí dormindo e perde a vida passando” apenas sorri rs.
Almoço terminou, almoçamos nos três, e durante o almoço seu dilico falou que ia ter uma seresta na igrejinha “igrejinha é um bar” minha esposa animou então decidimos ir nessa igrejinha.
Por volta das 18 horas saímos para essa igrejinha, ficava uns 10km da fazenda, chegamos lá tava cheio de peão e mulheres de alguns peões, muito forró, pegamos uma mesa e começamos a beber, dançamos bastante, comemos, nos divertimos muito! As horas passaram tão rápido que quando nós demos conta já eram 2 da manhã.
Então decidi ir embora, estávamos bem alegres de tanto beber, seu dilico nem se fale rs chamei ele é minha esposa que estavam dançando, entramos no carro e fomos embora.
Nos caminho seu dilico pediu para mijar, parei o carro e ele deveu para ir mijar, ele voltou e seguimos viagem, chegamos na sede, devemos do carro e seu dilico desceu também mas o que não esperávamos é que seu pau estava pra fora da calça kkkk ele abotoou a calça mas não fechou o zíper, seu pau pulou pra fora, eu vi aquela cena e virei minha esposa para ela ver também! Ela viu e riu, e disse “seu dilico do céu, o senhor é igual aquele cavalo!” Seu pau tá pra fora aí” ele deu um olhada pra baixo e já foi tentando guardar o pau e fechar o zíper e disse, “esse aqui não é toda égua que aguenta não”
Quando ele falou isso eu já sabia que ele tinha ferido o ego da minha esposa rs já sabia que ela ia dar para ele só para provar que ela aguentava a rola dele.
Seu dilico é um cara de 50 e poucos anos mas com vigor de 30, cara e magro, malhado apesar da idade, acho que de carregar peso na fazenda por isso ele é malhado! Ele é branco e tem mais ou menos 1,75 de altura.
Minha esposa foi em direção a ele e disse, “pode tirar esse pau ai pra fora, deixa eu ver se é isso tudo mesmo!”
Eu sentei no sofá e só fiquei curtindo rs
Ele desabutuool a calça e revelou seu pau pois ele não estava de cueca, era um pau considerável para um senhor da idade dele e por ser um cara branco rs era um puta pau rs.
Minha esposa já foi mamando o pau do dilico, colocou todo na boca, sumiu aquele pau todo na garganta, seu dilico deu um baita urro e disse “a senhora tem uma boca muito macia”
Ela trouxe ele é o pós sentado no sofá ao meu lado, ele sentou e ela voltou a mamãe ele!.
O pau dele era grande e grosso, deu um palmo de mão a rola dele, devia ter uns 20cm é torto para a esquerda rsrs
Ela Lambia ele todinho, chupava e passava a língua na cabecinha, seu dilico ia a loucura, minha esposa estava com uma saia jeans que dava no meio das coxas e uma blusa branca, ela chupava constantemente o pau de dilico, subia e descia passando a língua, chupava suas bolas e voltava passando a língua até chegar na cabeça então ela abocanhava aquele pau e engolia ele todinho até subir todo dentro de sua boca, quando ela tirava aquela madeira da boca ela dava uma boa de uma cuspida na cabeça do pau, dava uma punhetada nele e voltava abocanhar novamente! Seu dilico gemia muito e contraia a cabeça da minha esposa contra seu pau forçando ela a ficar mais tempo com aquela tora toda na garganta dela.
Ela deu umas engasgadas, seu dilico liberou a cabeça dela, ela tirou aquela tora de dentro da boca e ficou toda babada, deu uma punhetada e disse,”que delícia de rola amor” me olhou com os olhos cheio d’água levantou e me deu um beijo, ela estava toda babada, um gosto de piroca na boca mas foi um beijo muito gostoso! Enquanto me beijava ele desabotoava a saia, seu dilico terminou de tirar a saia para ela, enquanto ela tirava a blusa, ficou só de sutiã e uma calcinha branca fio dental, virei ela de costas e falei, “já tinha visto um rabao como esse bem de pertinho assim seu dilico?” Ele respondeu “nem quando eu pago eu vejo um tão bonito e gostoso” eu respondi ele “esse é todo seu hoje!” Comecei a tirar a calcinha da minha esposa e ela rebolava mostrando aquele rabao gostoso para seu dilico.
Tirei sua calcinha, ela inclinou seu rabao bem na cara do seu dilico mostrando aquela bocetinha linda e raspadinha dela, seu dilico passava a mão nela todinha, e dizia “ow delícia, dona gostosa da porra” minha esposa então disse para seu dilico, “vai dar conta de comer essa bocetinha seu dilico?” Ele responde punhetando aquela cara dele, “nunca me desapontou esse pau aqui dona!” Ela virou de frente já subindo em cima do dilico dizendo, “quero só ver” colocou o pau dele né entrada da bocetinha e sentou com força, enterrou o pau todinho dentro dela e subiu novamente, e repetiu essa sequência 4 vezes e seu dilico urrou inundando ela de goza! Eu fiquei de cara rsrs praticamente 5 sentadas e seu dilico gozou feito um cavalo, ela deu um gemido quando sentiu o janto de porra quente na boceta mas ficou desapontada e disso, “uai seu dilico o que houve? Já gozou e eu nem comecei!”
Ele respondeu ainda meio fadigado, “faz tempo que não faço isso!” Ela levantou e tirou aquele pau de dentro dela que agora estava murchando, saiu bastante goza de dentro da pepequinha dela, abriu meu short e sentou no meu pau que estava duríssimo rs virou pra sei dilico e disse,”seu dilico sobe esse pau aí! Quro gozar nele ainda hoje!” Seu dilico respondeu “e só eu tomar uma água aqui ele já sobe novamente” foi beber água no filtro da cozinha e minha esposa continuou quicando no meu pau, me deu um beijo bem apaixonado e disse bem baixo no meu ouvido “eu vou matar esse velho com um chá de boceta” sorrimos e voltamos a nos beijar.
Ela subia e descia maravilhosamente, seu dilico voltou da cozinha já de pau duro dizendo, “eu nunca achei que na minha vida eu ia comer uma mulher tão gostosa!” Minha esposa respondeu, “vem aqui que eu vou te dar um presente!” Seu dilico se aproximou, ela cuspiu na mão e lambuzou o pau de dilico deixando ele bem molhado e posicionou o pau dele bem no cuzinho dela e disse, “já comeu um cuzinho seu dilico?” Ele bem eu eufórico dizia, “nunca dona, nunca!” Ela disse “então mete a porra desse pau no meu cuzinho vai!” Seu dilico mandou pra dentro aquela rola imensa, minha esposa gemia e me apertava com suas unhas grandes, isso me enchia de tesao! Eu socava meu pau na bocetinha dela o máximo que eu consegui.
Ela gemia alto e falava “aaain mete porra, me fode!” Eu e dilico como bons comedores metendo forte nela, ela estava amando levar duas rolas, estava estampado na cara dela de alegria, seu corpo suava e ela continuava rebolando em nossos paus! Após uns minutos naquela posição e sequência ela tirou o pau do seu dilico do cuzinho e pós na bocetinha dela, ela disse… “mete vai, quero sentir os dois na minha bocetinha!” Ela me abraçou no sofá, assim facilitava para seu dilico colocar aquela tora na boceta dela pois ficava mais inclinada, praticamente de 4 rs
Senti o pau do seu dilico entrando na bocetinha dela e apertando o meu dentro da boceta, ela gemia muito e mesmo assim mandava meter, seu dilico foi empurrando até que entrou tudo! Minha esposa com a voz bem abafada disse, “mete vai!” Eu e seu dilico começamos e meter, eu quase não conseguia me movimentar, era mais o seu dilico quem fazia os movimentos mesmo, era muito louco sentir a boceta da minha esposa e o pau do seu dilico relando com o meu dentro da boceta rsrs mas era muito bom isso! Sério experimente isso com suas esposas ou sei lá rs com qualquer pessoa.
Eu batia na bunda da minha esposa e falava, “era isso que você queria sua puta?” Ela respondia, “sim amor, era isso que eu queria!” Eu perguntava pra ela enquanto seu dilico metia com bastante força, “queria o que sua puta? Me fala!” Ela respondia, “dois pau na minha bocetinha amor! Eu queria duas rola me fudendo” então eu coloquei dois dedos dentro da boca da minha esposa e ela começou a chupar eles freneticamente como se fosse uma rola! Eu disse “você queria era várias rolas aqui né sua puta?” Ela respondeu, “sim amor, queria muitas rolas, muitas rolas pretas amor!”
Dessa vez eu quem não aguentou o tezao e gozei na bocetinha dela, seu dilico continuava bombando a bocetinha dela, enquanto seu dilico bombava ela eu chupava seus peitos enquanto ela chupava meus dedos, meu pau foi murchando e saiu sozinho de dentro da bocetinha pequena e só a porra da minha namorada rsrs.
Quando meu pau saiu minha esposa deu um gemidinho e disse “já gozou gostoso?” Eu disse “já safada!” Ela então saiu de cima de mim e deitou no sofá abriu as pernas e disse, “me fode seu dilico, arromba essa boceta!” Seu dilico colocou seu corpo sobre o dela, e mandou todo seu pau para dentro da bocetinha da minha esposa, ele começou a bombar forte, ela unhava suas costas e dizia, “mete vaaaai gostoso” fazia um grande barulho das bombadas que dilico dava em minha esposa, ele levantou um pouco seu corpo deu um tapa na cara da minha esposa e começou a enforcar ela é chamar ela de puta!
Minha esposa gemia muito e pedia para ele continuar metendo, seu dilico não parava de bombar, a boceta da minha esposa estava vermelhinha e de grilinho avantajado de tanto tezao.
Ela começou a gemer e dizer, “aaai vou gozar, mete, mete, mete, vou gozar! Vai dilico mete”
Quand ela acabou de falar vi seu corpo se arrepiando todo, ela começou a se contorcer e o dilico não parava de bombar! Saia muito líquido branco da bocetinha da minha esposa em menos de um minuto seu dilico falou que ia gozar, minha esposa pediu para gozar na cara dela! Ele saiu depressa de cima dela e começou a punhetar seu pau todo babado do gozo da minha esposa, ela se posicionou de joelhos e abriu a boca, seu dilico encostou a cabeça da rola na língua dela e deu um grande urro dizendo, “haaaaa toma sua puta safada, leitinho do seu dilico pra você sua puta”
Ele gostou na boca dela, nos olhos, nariz, boca rsrs ele gozou muito! Ela engoliu a porra do dilico e começou chupar o pau dele limpando até a última gota.
Apoia limpar o pau dele ela veio em minha direção e falou “me dá um beijo amor?” Eu nem pensei duas vezes e beijei ela com o rosto todo gozado, um gosto forte na boca dela mas beijei mesmo assim. Quando fomos nós dar conta já eram 5 da manhã! Seu dilico foi para a casa dele e nós para nosso quarto, tomamos banho e dormimos. No dia seguinte acordei era mais ou menos umas 14 horas! Eu dormi muito, estava exausto e meio de ressaca. Olhei para o lado e minha esposa não estava! Levantei escovei os dentes e vesti uma roupa, fui até a área e ela também não estava, seu dilico também não estava, achei estranho e fui até a casa do seu dilico, chegando lá tudo fechado e nada dos dois! Disse pronto agora deu mesmo rsrs.
Olhei para todos os lados e nem sinal aí lembrei que ela poderia estar nos estábulos vendo os cavalos já que era o único lugar que ela sabia andar na fazenda e fui ver se ela estava lá.
Quando fui chegando perto comecei a ouvir os gemidos da minha esposa, já imaginei, “ela está dando para seu dilico” e fui indo… quando cheguei juro que fiquei surpreso! Ela estava com seu dilico e os dois peões altos de sexta feira! Eles estavam deitados nuns sacos de ração, o peão moreno por baixo, minha esposa no meio e o peão branco por cima e seu dilico com o pau na boca da minha esposa, ali era uma disputa de gigantes rs todos três pauzudos como ela gosta.
A bunda dela estava muito vermelha com marcas de mãos, eles estavam judiando dela, ela gemia muito alto porém meio abafado por estar com o pau de dilico na boca, eu só deixei ela lá aproveitando e voltei para a sede pq estava de ressaca e não estava bem rs.
Minha esposa voltou para a sede por volta das 18 e pouco ele chega estava andando estranho rs eu estava sentado no sofá ela se aproximou toda gozada me deu um beijo e falou, “eu amo essa fazenda, vou tomar banho pq estou toda assada amor, judiaram de mim” eu sorri e disse, “vai lá safada”.
Ela tomou o banho se vestiu e veio para a área e sentou comigo no sofá, começou me falar o que tinha acontecido e que amou o que fez.
No dia seguinte segunda feira meus pais chegariam por volta de umas 13 horas, avisei ela sobre isso é que eles chegando iríamos embora, dormimos e na segunda cedo acordei com minha esposa só de camisola e um fio dental passando perfume, perguntei pra onde ela ia tão cedo e ela falou, “vou pro estábulo amor, lá nos peões rs não posso ir embora sem dar novamente para eles.” Me deu um beijo e saiu.
Eu amo essa minha esposa puta! Ela está cada dia que passa mais insaciável, mesmo após 2 anos que aderimos a este estilo de relacionamento aberto as vezes fico com medo disso mas eu confio no amor dela, acho que ela é apenas ninfomaníaca rs pq ela gosta muito de sexo, muito mesmo! Ao ponto de ficar assistindo pornô em casa e se masturbando. Eu gosto muito de sexo também mas ela ganha na vontade insaciável dela.
Tem algumas fotos da minha esposa aí para vocês.
Comentem o que achou da nossa aventura.

Comentarios

Que delícia de trepada esse de vcs,queria eu estar por perto,

Por:oliveira10 em 01/02/2020 09:29
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto
foto avatar usuario Diniz
Por: Diniz
Codigo do conto: 17832
Votos: 5
Categoria: Grupal
Publicado em: 26/01/2020

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login


Fotos do conto
Foto 1 do conto: A fazenda inesquecível

Foto 2 do conto: A fazenda inesquecível

Foto 3 do conto: A fazenda inesquecível

Foto 4 do conto: A fazenda inesquecível



Mais contos desse usuario

Início

Corno pela segunda vez

Ano novo mais que perfeito

O negão de salvador

O segurança do trabalho

A Negra linda de fortaleza

Apartamento novo

Minha esposa o engenheiro e o mestre de obras

Cliente solteiro

Festa no rancho


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2021 - club-columb.ru - Todos os direitos reservados


contos fiquei mulher do meu filhoContos de foda portugesescontos eróticos insestos morando com irmão passivoconto lesbicacontos eróticos lésbicoúltimos contos eróticos gaycontos sadomasoquistasContos eroticos de traicao em portugalcontos erotico moco timidome aproveitei da menina inocente conto eróticowww.casadoscontoscontos erotico com fotoscasadoscontos incestoContoserticosexibicionismo contosconto erotico minja esposa de calcinha no banco do carona contoserticoscontos eroticos o maiorfilho no hotel com a mae incestocont erot Exibicionismo obrigatóriocontos esposa e seu deslizecontos eroticos de incesto de pai e filha com muitas falasnós e outro casal no motel conto sexocontos eróticos dominaçãoConto erotico pai engravida cunhadacasadas evangelicas corneando com negoes contosconto erotico com a esposa a sogra e filhaconto erotico com cavaloContos eroticos sexo com noivas e padresContoseroticos no casamento da minha irmã contos eróticos amigo viu minha esposacasadoscontos eróticoscontos eróticos gay, aprendendo a darcontos eroticos minha namorada me fez comer o cu da filha delazoofilia contos eroticoscasa dos contos eroticos ultimosCasa dos contos eroticos minha esposa me retribuindoconto erotico vizinho do maridocasa doscontos eróticoscasafoscontosconto erotico negao fortaocasa dis contos eróticosCONTO CUZINHO DORMIconto erotico com cachorrocontos eróticos transformando a amante lésbica em putawww.contos eroticos flha rabuda casada padrasto "contos" esposa vhupando chefecontos de feninizacao forcadacontos eróticos ilustradoscontos xxxcasa dos contos eroticosconto incesto irmã peladaVer comtos eroticos de mulher com 200 kiloscontos pornocontos eroticos ultimos contosmamae fominha do ponoos dois mijados contoconto erotico sentei no pau grande do meu primoobjetos no meu rabo contos eroticoscontos de como minha esposa e o vizinho casadocontos eroticos de sadomasoquismocasa dos contos eeróticos caminhoneiro e a namoradaContos eroticos incesto nem sei como minha buçeta e meu bunbum aguentaram o cacetao do meu filhocontoseroticisContos eroticos incesto nem sei como minha buçeta e meu bunbum aguentaram o cacetao do meu filhocontos eroticos de casais liberaisgosei no cu da minha mae conto eroticoconto erotico vizinha novinha com fogo na bucetinhacarona chupar gay contoContoseroticos portuguesescontos eroticos de fantasiashistorias de incestoContos algemado e dominadomenina a dar pra o cachorro zoofiliaGarganta profunda nos meus filhos contos