Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

Chantageando o marido esposa submissa 2

Por: Tropy - Categoria: Cornos-Cuckold

Quando amanheceu o dia (sábado), precisava arrumar um modo de convencer minha esposa a dar oque o Marcelo queria tanto, mais não sabia por onde começar, falei que tinha uma reportagem em um site, sobre trocas de casais e sexo a 3, que estudos apontam, que ajuda a passar pelas crises nos casamentos, mesmo sem insinuar a nada ela me olha e diz que isso era coisa de gente que não se ama mais, inaceitável em um casamento. Sério... fiquei calado, não pude insistir, depois que vi seu semblante de afirmação, então passou os dias e todo dia pensava em algo, que poderia mudar sua opinião, abrindo um site erótico, encontrei um vídeo que me chamou muito atenção, lá tinha uma linda mulher, fazendo um sexo masoquista, pensei, talvez isso possa me ajudar, de algum modo, comecei fazer pesquisar, onde comprar e valores, na sexta-feira a empresa me liga, marcando uma entrevista de emprego, era o Amigo do Marcelo, fdp estava fazendo á parte dele, então compareci normalmente, torcendo para que algo ajudasse a evitar a minha parte no acordo, antes do fim da conversa o Amigo dele diz; veja bem sr. Bruno o Marcelo me passou sua situação e só estamos conversando, porque ele me garantiu seu comprometimento, deixou garantido que semana que vem, seu nome, estará limpo e podemos ir até o RH registrar sua carteira, pensei na hora; o Lazarento me amarrou mesmo, se ele não conseguir oque quer, também não vou trabalhar aqui.
Chego em casa, abraço forte a Flavia e conto sobre a entrevista, ótimo salário, muitos benefícios e trabalharia no meu ramo original. Ela diz; podiamos sair para comemorar amanhã? Respondi que sim, que ela também poderia escolher o local; no sábado de manhã fui ao centro, procurar um sex shop e comprar oque precisava, ainda não sabia exatamente como faria, quando ainda estava dentro da loja, meu celular começa a tocar, era o Marcelo querendo saber se eu iria fazer a minha parte no acordo, respondi que ainda estava tentando, ele disse com ton de autoridade; quero comer sua Putinha hoje, você está me entendendo e desligou o celular, quase mandei ele ir pro inferno, mas como seria o resultado? depois provavelmente não conseguiria o trabalho. Veio uma moça me ajudar na loja e tive que dizer baixinho oque gostaria como se fosse a coisa mais bizarra do mundo as fantasias do sadomasoquismo, ela queria me vender o kit todo, cara era muita coisa, então decidi comprar algumas coisas separadas: algemas, uma calcinha que me encheu de tesão, só de imaginar Flavia usando, uma máscara, daquelas que cobrem boa parte do rosto, principalmente os olhos, mas deixava nariz e boca expostas. Na nossa noite de comemoração, minha esposa estava um espetáculo, tinha caprichado da roupa e maquiagem, saímos e jantamos normalmente, tomamos umas taças de vinho, que ela gosta tanto, deixei ela bem alegrinha, fomos para a casa e mandei mensagem para o Marcelo, com a localização e que aguardasse em silêncio, comecei a namorar Flávia, bem gostosinha no sofá, disse que tinha uma surpresa naquela noite e queria que ela usasse sem reclamar, ela com cara de assustada aceitou, o vinho a deixava alegre demais para recusar.
Começou a tirar a roupa bem sexual, dançando com a música que estava tocando, quando vejo que ela tinha recém se depilado, nossa me bateu um baita tesão, pensei em até desistir do combinado, porque sabia que aquela noite, ela seria de outro, vestiu a calcinha e deitou na cama e prendi suas mãos na cabeceira da cama, ponho com todo cuidado a máscara nela, que só falava; isso não precisa, vou ficar quietinha. Insisti um pouco dizendo; que era uma tara minha, após por a máscara, avisei que tinha esquecido a porta destrancada e voltaria em 1 minuto, fui as pressas chamar o Marcelo que já estava pronto, entrou sem fazer barulho e me pediu leite condensado, porque queria usar, entramos no quarto em silêncio, eu e ele somos quase parecidos em tamanho e ela estava alegrinha pelas bebidas, com certeza não veria diferença, ele ficou admirando minha Esposa por uns segundos, podia notar o nível de desejo que ele tinha por ela, ele vai bem devagar, cheirando seu cabelo macio, desce pela orelha, ela somente sorria sentindo cócegas, ele vai lhe rouba um beijo, que automaticamente é correspondido, por ela não saber que era ele, aquilo estava ficando ruim ver, minha amada esposa, chupando á língua de outro homem, foi beijando pescoço, oque fazia ela rir e se arrepiar toda, foi descendo até chegar na virilha e sentir o melhor cheiro do mundo, vindo da bucetinha, que nessa hora já estava ficando úmida, ele passa o dedão em seus Lábios, ela totalmente entregue, abre a boca bem sexual, ela nunca gostou de fazer sexo oral, então ele abaixa seu calção, cara... não sabia oque pensar, o pau dele não era muito maior que o meu, tipo tenho 16 cm dele mais ou menos uns 18 a 20cm só que era muito grosso com veias saltando, pensei até que tinha injetado algo.
Ele pinga algumas gotas de leite condensado, na cabeça e no corpo da sua rola e passa novamente o dedão, sobre os lábios da Flávia, oque prontamente faz ela abrir de novo, ele encosta a cabeça da rola, em seus Lábios, ela sem entender ainda abre mais um pouco e senti o gosto do L. Condensado, começando a lamber como um gato bébe leite, ele introduzindo a cabeça da rola bem devagar, notei suas expressões devido a grossura, mais continuou chupando e lambendo a rola bem devagar, ele pega o celular ponha para filmar, deixando encima de uma penteadeira, pensei em impedir, mais como o rosto dela estava coberto pela máscara, não seria reconhecida, cada vez mais ela chupava e ele forçava, boca a dentro ficou assim por alguns minutos, passou a rola pela parte que a marcará não cobria e foi descendo, pescoso e seios dela, onde começou a chupar com pequenas mordidinhas, ela gemia toda arrepiada, foi descendo pela barriga e chegou na sua bucetinha, puxou a calcinha de lado, ficando maravilhado com oque via, realmente ela tem uma bucetinha esculpida, pequenininha e bem apertadinha, não fez muita cerimônia começou a chupar com força que estralava sua boca nos lindos lábios da vagina, á deixava enlouquecida, se contorcendo toda, tentando escapar das algemas, com certeza para forçar a cabeça dele ainda mais, (claro pensando que era eu), ele me dá sinal para que tire as algemas e posicionar ela de quatro, ainda presa, fiz como queria, ele abaixa e retira sua calcinha, toda ensopada de seu suco vaginal, pega pelos cabelos como rabo de cavalo e puxa, oque faz ela gritar de tesão, posiciona a rola em sua Linda bunda e começa a esfregar, ela rebolando e tentando encaixar como faz comigo, ele dá um tapa forte na rabá, e encosta á rola na bucetinha, meu pau doía e babava, apenas segurava ele, na mão evitando bater uma, antes dele penetrar lá.
Ele esfregava a rola nos lábios daquela linda bucetinha, que só tinha experimentado até hoje, quando sentiu que a cabeça encaixou, na entrada, foi aos poucos forçando, mas era grosso demais, o meu pau não chega a uma polegada e meia o dele provavelmente dava 2 polegadas, e forçou e ela se mexia, tentando entender porque não entrava, já era apertadinha comigo, continuou forçando e devido a ambos estarem excitados e ela bem lubrificada, passou a cabeça ela solta um Aiiii... Ele continua forçando, enquanto ela gritava aiii. Nossa.... Nossa.. aiii nossaa nossa, com a metade já dentro dela, ele começa a fazer um vai e vem bem suave, deixando ela se acostumar com a grossura daquela rola, aos poucos ela já ensaiava, uma Gemida deliciosa, como só ela sabe fazer, ele continuando no vai e vem e aos poucos forçando, até que encostou seu saco nas coxas dela, fazendo-a gemer mais alto toda arrepiada, com certeza nesse momento, estava tendo um delicioso orgasmo, olho para ele, vejo suando, com cara de satisfação, tentando segurar o gozo, que devido a bucetinha ser tão apertada e o desejo dele em comer ela, fazia querer gozar rápido, não sei qual foi seu gatilho, mais ele se recompôs e voltou a bombar, só que agora com mais vigor, fazendo minha esposa balançar, escutava e via suas pernas baterem na coxas dela, ela gritava e anunciava mais um orgasmo, com uma mão ele puxava o seu cabelo comprido e na outra revezava, entre apertar os seios e bater forte, naquela bunda gostosa, ficou assim por vários e vários minutos, as vezes ele queria mudar de posição, más para evitar, todo aquele transtorno, de tirar as algemas ele preferia continuar, aos poucos ambos demonstravam exaustão, ela tremia e gemendo em cada orgasmo, ele começou alisar seu corpo, sua mão corria desde os braços até os pés, da minha esposa, em um dessas passadas de mão ele cuspiu, bem no cuzinho dela e começou a massagear com o dedo, aquilo fez com que ela despertasse e voltasse com gás todo, para a foda. Rebola e gemendo, aos poucos ele introduziu o dedo indicador e depois o segundo dedo, ela gritava, pedindo para ele socar a rola mais forte, eu não acreditava, no que via, minha amada esposa recatada, ficaria igual uma puta, com uma venda no rosto, quando ele foi introduzir o terceiro dedo, no cuzinho dela, acabou seu tempo, ele não resistiu e anunciou que iria gozar, tirou da Buceta, pondo novamente na boca, ela começou abocanhar, aquela rola máximo que podia, ele sempre forçando para entrar mais até a garganta, em um vai e vem dele, despejou jatos de porra direto em sua boquinha, fazendo escorrer dos lados, pensei está tudo perdido, ele fez oque ela nunca deixou eu fazer, gozar dentro dessa boquinha linda. Ela pedi para retirar suas algemas, concordei mais pedi a ela, não retirar a máscara por enquanto, após ficar solta, ela abocanhava com vigor a rola segurando o saco dele nas mãos, ele se contorcia de prazer, posicionou o celular ao lado enquanto registrava Flavia, limpando até a última gota do seu sêmen, em um momento de meu total desespero, pergunto a ela; você gostou da surpresa? Me respondeu com a seguintes palavras; oque aconteceu com você hoje? Sinto seu pinto muito maior, você ficou selvagem e gostoso, minha bucetinha Está toda assada, mais gozei muito, foi a melhor Transa que já tivemos. Enquanto olhava para a cara do maldito Marcelo, ele ironicamente, demonstrava que também tinha apreciado a Transa, ela me pedi para tirar a máscara, antes que eu responda, Marcelo faz sinal para esperar ele sair, porque não queria que ela ô vice, aviso ela só 1 minuto. Fingindo que ia fazer algo no quarto, enquanto ele saia com suas coisas, retirei a mascara, ela me abraça forte, com o corpo todo marcado, seios com marcas de chupões, sua bunda vermelha dos vários tapas que levou, sua bucetinha toda vermelha e inchada. Me chamando para ir tomar banho com ela, aviso que vou tomar copo d’água na cozinha e já voltava, aproveitando para trancar a porta, depois que Marcelo já tinha ido embora.

                                                             Continua...

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto
Avatar do perfil Tropy
Por: Tropy
Codigo do conto: 19397
Votos: 3
Categoria: Cornos-Cuckold
Publicado em: 02/05/2021

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login



Mais contos desse usuario

Esposa Dopada

Esposa Dopada Marido tira Proveito (parte 2).

Esposa Evangélica

Uma boa Gozada

Uma preliminar de um Corno

O Talarico

O Talarico parte 2

O Talarico parte 3

O Talarico parte 4

O Talarico parte 5

Chantageando o marido esposa submissa


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2021 - club-columb.ru - Todos os direitos reservados


contoseroticos incestocontos zoofiliaultimos contos eróticos gaycasa dos contos eroticos lesbicoscasa dos contos erotocoshistorias de sexo incestocasa dos contos eroticorelatos eroticos com fotosconto traicaoconto erótico incestowww.casadoscontosincesto contocasa do conto eróticovasa dos contoscaa dos contoscasadoscontos.comwww casadoscontoscontoerotico ultimoscontos erotico comunidadecontos eroticos padrinhocasa do contos eróticoscontos eroticos zoofiliacontos incesto realcontos de sadocasa dos contos erotivosmenage contoscontos eróticos casa de swingcasadoscontos.comcontos eroticos irmãzinhacasa dos contos eroticocontos eróticos com imagenscasadosocntoscasados contos eróticoscontos eroticos sadomasoquismocontos topcontos eroticos zofiliacasa dos contos gaycontos eroticos mae e filhoprazeres insanoscasa doa contos eróticoscontos eroticos insestocasadoscomtoscontos eroticos com fotoscontos gays 2016contos eroticos bizarroconto erotico de zoofiliaconto zoofiliacontoseróticosincestowww.contoseroticoscontoerotico ultimoslesbicas casa dos contos eroticoscasa dis contos eróticoscontos de encestocontosberoticosincesto casa dos contoscontos eróticos lesbicoscontos de insestoscasa dos.contos eroticoscomendo a tia contos eroticosconto erotico incesto com fotocasa dos contos pornome comeram no onibuscasa dos contos eroricoscontos incesto 2016ultimos contos eróticos gaycontos pornos com fotoshistorias de zoofiliaesposa contospriminha contosmelhores contos gaycasa dos contos erticosconto erotico bissexualacervo dos contoscs dos contosmae casa dos contoscontos incesto reala casa dos contos eroticoscasa dos ccontos eróticos melhorescontos coroascontos crentescontos eróticos bizarroscasa de contos eróticoscontosdezoofiliacasa do conto eróticocontos eroticos ultimos contosconto erotico traiçaocasa dos contos pornocontos zoofiliacasadosontos