Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

Delirei ao tirar o cabaço de uma Ninfeta.

Por: Kara sem cueca - Categoria: Outras

Meu nome é David, tenho 20 anos, e sempre leio os relatos deste site. Sempre me excito muito. Por isso decidi enviar este conto. Sou moreno, 1,80 m de altura, corpo sarado, olhos castanhos claros e bem dotado. Sempre fui safado e mulherengo. Em janeiro/2004, fui pra casa de praia de um amigo, eu e mais uma turma. Como sempre, queríamos muita mulher, sexo e tudo mais de safado. Dos meus amigos, o mais novo tinha 15 e o mais velho 22. Tinha 8 pessoas em uma casa, com um quarto, banheiro e cozinha. Era o maior aperto, e uma porção de macho juntos sedentos por boceta. Na primeira noite fomos logo a caça, num luau que haveria em uma praia próxima da casa. De todos eu era o mais sarado e pintoso, isso segundo eles e a mulherada é claro. Nessa noite conheci, uma menina muito gostosa e linda, uma ninfeta maravilhosa! Seu nome era Isabel. Tinha 17 anos. Loira, olhos verdes, 1,65 m de altura, bronzeada de praia, bundinha grande e empinada, seios médios, mais lindos, era boa demais! Queria come-la, ali mesmo no luau, mais tinha muita gente, e só rolava beijos. A beijava, com muito tesão e furor, passava minhas mãos em suas pernas, e bunda! Que maravilha, a putinha era muito deliciosa! Decidi a levar pra um lugar mais afastado, para ficarmos mais a vontades. Ela concordou, mais disse não aceitar transar, mas só um oral. Aceitei, mas é claro que tentaria convencer a uma foda completa. Ela disse que era virgem. Duvidei. Mas fomos, no caminho, vimos um casal na moita, fudendo gostoso. Meu tesão, que já era enorme, duplicou, fiquei maluco com a cena, percebi que ela também. Achamos um lugar, legal. Comecei a beija-la, fui com calma, para despertar a puta que tinha nela. Beijava seu pescoço, sua nuca, ela estava com muito tesão. Eu também, já que minha bermuda quase rasgava, já que estava sem cueca (sempre que vou a caça, não uso cuecas), e é claro minha pica roçava em seu corpo, e na bocetinha, por cima de seu vestido. Os biquinhos de seus peitos estavam super durinhos. Meti minha mão neles, por cima do vestido. Ia com calma. Queria chegar ao ponto, em que ela me pedisse para fode-la! Mas estávamos em local público, o risco de alguém nos pegar no flagra existia, mas não ligávamos. Decidi ir mais rápido, meti minha mão por baixo do vestido, senti sua calcinha de algodão molhadinha! Era um muito boa essa menina. Comecei a masturba-la, passei minhas mão por baixo da calcinha sentindo sua xota, foi ai que ela falou, que não queria que sua primeira vez, fosse ali: - Quero transar com você, mas em outro lugar, aqui só se for um boquete ta? Disse Isabel toda meiga e doce. Topei, tirei minha mão de sua bocetinha, pedi, para ela me chupar, abaixando meu calção. Ela se abaixou e ficou de cara com minha piroca, metendo logo em sua boquinha maravilhosa. Delirava de tanto prazer e tesão, ela tinha muita prática. Chupava só a cabecinha depois descia. Era bom demais. Depois de algum tempo, disse que ia gozar, e gozei em sua boquinha. Ficou toda melada, mas engoliu gota por gota da minha porra. Depois, mesmo assim a beijei. Minutos depois meu pau deu sinal de vida novamente, foi ai que a agarrei , tirando seu vestindo, já indo pra meter naquela xana, ela falou que se eu metesse iria gritar, disse que seria um estrupo. Parei. E botei seu vestido de volta , e levantei minha bermuda, mas o circo estava armado, já que estava sem sunga qualquer um percebia, minha piroca dura, pedi pra ela dar uma aliviada, ela topou uma punheta, me masturbou como se fosse profissional, com certeza aliviava outros caras, já que não dava a bocetinha deliciosa. Depois de gozar novamente, voltamos pro luau, nos beijamos mais, e combinamos nos encontrar na praça da cidade no dia seguinte, para poder tirar seu cabaço. Trocamos telefones. Umas amigas a chamaram, para irem embora, e foram. Vi meus amigos com umas mulheres, e outros levando uns foras. Fui em busca de uma vadia, mas pensando na minha linda Isabel. Consegui uma mulher bonita, um corpinho legal, mas nada comparado a minha ninfa. Seu nome era Monique, era bem putinha, dizia ter 21 anos. Dançamos e nos beijamos muito. Meu tesão aquela altura tava a mil. Passava minhas mãos pelas pernas, e bunda daquela puta. Quase a comia com meus dedos. A levei ao mesmo lugar que tinha levado Isabel, só que estava sendo ocupado por outro casal. Eles estavam num tórrido anal. Isso aumentou nosso tesão. Achei outro local. Tirei a micro saia dela, e seu tomara que caia, estava sem sutiã e sem calcinha, seus seios eram maiores que da minha Isabel, mas estava com Monique, pensando em Isabel. Beijei seus peitos, depois ela pagou um belo boquete, em seguida meti logo em sua xoxota, que não tinha um pelinho. Era raspadinha. Era deliciosa comer sua xota, que não era arrombada, mas parecia que outro pau tinha passado por ali naquele dia. Me deliciei com Monique, mas na verdade queira comer a boceta da Bel. Depois pediu pra comer seu cuzinho, atendi e fui com força. Gozei em sua boquinha. Depois daquela foda, voltamos pro luau. Estava quebrado, já amanhecia e fui pra casa, com mais três amigos. Estava bêbado. Dormi até as três da tarde. E fomos pra praia. Já de noite falei que todos tinham que sair pra deixar a casa livre, pra mim transar com minha ninfa. Liguei pra ela e combinamos nos encontrar na praça da cidade. Cheguei na hora marcada, mas ela atrasou quase quarenta minutos. Ainda bem que ela não furou o encontro. Quando a vi, quase morri de tanto tesão, meu pau subiu na hora. Ela estava com uma calça colada no corpo, que o delineava. Era escultural. Estava, com uma blusinha bem pequenina, seu farol estava aceso (dava pra ver os biqunhos de seu peitos). Um tesão. Uma menina, que qualquer homem quer transformar em uma mulher! Esse homem sortudo, era eu. Fomos para minha casa. Pedi uma pizza, e arrumei a mesa, estava sendo bem romântico, o jantar seria a luz de velas. Ela perguntou porque tanto romantismo, se nem a conhece direito. Respondi que a primeira vez de uma mulher tem que ser bem especial. E me desculpei por ter tentado avançar o sinal no luau. Ela disse que estava acostumada, que sempre seus namorados, tentam avançar o sinal, mas ela sempre os convence, ela disse que fazia só oral e anal com seus ex namorados. Também disse que eu era o homem certo pra tirar seu cabaço. Jantamos ao som de musica romântica. Depois de jantarmos e descansarmos, pediu pra mim botar um hip hop, que ela se amarrava dançar. Botei e pedi pra dançar pra mim. A essas alturas, meu pênis quase rasagava meu calção de tão duro. Ela dançou muito. Era muito tesuda e sexy. Depois entrei na dança e a beijei. Sua língua era deliciosa, sabia beijar muito bem. Dançava e beijava muito, aquela putinha gostosa. Parei um pouco, para pegar um vinho para bebermos juntos. Sentamos no sofá, já com um copo de vinho nas mãos, trocamos um olhar apaixonante. Foi ai que ela derramou vinho em sua calça, pedi para limpar, aceitou, levantou sua calça, e dei uma lambida em sua perna, senti ela se arrepiar toda, sua perna era bem bronzeada como todo seu corpo, e bem grossa, delicia, foi ai que derramou propositalmente, vinho em no meio dos seus seios, e pediu, para mim limpar: -        Amor limpa, meus seios estão meladinhos de vinho. Não perdi tempo, e lambi tudo, ai tirei sua blusinha e meti meu rosto entre seus peitos, estava delirando de tesão, ela também. Para ficarmos mais a vontades, forrei um colchonete no chão da sala, já que não havia cama. A deitei lá, e comecei a beija-lá, chupei novamente seu seios, ai ela gritou, vai logo to morrendo de tesão porra. Ao ouvir isso, tirei logo sua calça apertadinha, estava com uma calcinha fio dental, maravilhosa, era transparente e dava para ver seus pelinhos, tratei logo de tira-la, me deparei com a xoxota mais linda que já vi, seu cheirinho era delirante, ela era cabeludinha, mas bem aparada. Tirei meu calção e a cueca, ela logo caiu de boca, pagando um bola gato, melhor que do dia anterior. Queria também chupar sua bucetinha e grelo lindo, fomos para um 69 sensacional, meti a boca naquela xereca, fazia um jogo de língua de mata-la de tesão,chupava seu grelo de uma maneira animal, a e ela parecia uma puta chupando meu caralho. Ela gozou em minha boca tendo orgasmo sensacional, eu não queria gozar agora, pedi para parar. Agora era a vez de penetrar sua xota super gostosa, que estava super molhada, depois do gozo. Ela botou a camisinha com a boca. Abriu as pernas, fui metendo devagar, ela gemia, e falava que doía, aumentei o ritmo e penetrei o resto, ela soltou um grito, e vi que sangrou um pouco, realmente era virgem. Fui dando estocadas fortes e ela gemendo altíssimo, já de tesão, que substituiu a dor inicial. Os vizinhos, provavelmente tava escutando. Era um sonho meter naquela xana, que tanto quis. Era apertadinha, gostosa, molhadinha, tudo de boa, era aquela xoxotinha. Ela atingiu o orgasmo novamente, gozando com meu pau dentro. Bombei sua boceta mais algum tempo. Não agüentei mais, tirei e gozei em sua boca e seios. Engoliu tudo. Fomos para o banho, lá meu pau deu sinal de vida novamente, pedi para meter em seu cu, debaixo do chuveiro. A botei de quatro, era um pouco apertado o boxe, mas deu. Chupei seu cu, era muito bom, sua bunda e cú eram perfeitos. Depois da chupada, meti em seu cú, que não era virgem. Era delicioso, estávamos morrendo de prazer. Depois gozei gostoso em dentro do seu cú. Era a melhor mulher que já havia comido, estava apaixonado pela vadia. Voltamos pra sala, e transamos a madrugada toda, foram varias posições. Depois fiquei sabendo que meus amigos chegaram e viram a gente fodendo. Continuei trepando com a Isabel até o fim das férias. Depois voltei pra minha cidade. Você mulher que curte uma sacanagem bem saudável, sem drogas. Estou a disposição, mande e-mails, as que me interessarem, responderei, mandem fotos, assim mandarei a minha. Tenho 20 anos. Você mulher ou homem que gostou do meu relato, vote, assim publicarei mais histórias verídicas da minha vida sexual.   

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto
foto avatar usuario Kara sem cueca
Por: Kara sem cueca
Codigo do conto: 3226
Votos: 0
Categoria: Outras
Publicado em: 12/08/2014

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login




Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2021 - club-columb.ru - Todos os direitos reservados


Contos de zoofiliaconto sexo corno namorada trepa com amigoconto cu calcinha bi machoconto erotico com foto cuckqueancoroa hetero na primeira gay sedusindo conto pedia maiszoofilia.contoconto erotico vizinho do maridoconto amiga sem querercontos eroticos hivConto erotico-meu sogro e seu irmao me saciaramcontos eróticos marcelo soniacontos professoracasadoscontos.comconto puta da escola/conto/4617/Transei-com-a-namorada-do-meu-ex.htmlconto erotico mae negra gordinha e filho com fotosConto erotico meu cachorro viralataContos eróticos comeram meu maridocontos erotico minha calcinhafizemos uma aposta e perdi tive que chupar o pau grande e dar meu cuzinhoconto erotico prender xixicontos eroticos: noiva dotadocasa doa contos eróticosConto mulher amamenta velho vizinho pornoConto erotico fui sozinho no motel vou fuder cu da minha filhaevangelicas casadas fudendo com negros roludos contoscontoseroticosbisexualbuceta de cavalo femeacontos erotico de traicao em corona viruscontos erotico cheiro de pau de cachorroContos gays meu padrásto coroa bruto arrombou meu cu casado.contos de incestos professora portuguesa vai pra cama com o filhoconto erotico princcomendo madrinha contos eroticoscontos eróticos chupei o pau do encanador e gosteicontos eróticos vizinha ficou sem a pregascontos eróticos namorada rabuda se exibindo/conto/7392/a-iniciacao-da-baba.htmlcasadocontoseroticosmeu marido ficol bebadoe os amigos e comeraoconto tirei o cabaco de minha irma de 40 anoscontoseroticocasados contoscategoria:incestoconto erotico exibicionismocontos eróticos casa dos contoscontos lesbicos de irmasContos gays o velho motorista de rola enorme arrombou meu cu casado.casa de contos eroticosamigos comeram minha esposa e eu mamei pau contos eroticostransformei.minha esposa e.me.arrependicasadoscontos eroticoserotico TaubatéContos eroticos sou mae tarada trepo com meus treis filhos pequenosContos eroticos minha familia casa andamos avontade todos com minha xposade conchinha conto eroticocorno limpador relatosconto comendo o cu da filhapriminha contosConto Erótico Me Foderam Até Perder As ForçasContos heroticos mãe gostosa escrava dos AMIGOS pazudoscontos meu marido me incentivando foder com meu filhcomendo a tia contos eroticoso cu au cavalocontos eroticos sofreu muitoContos eroticos mendigoCartos erótico encesto pai e filha de fériasconto erotico esposa so da cu ao amantecontoscasadoscasadoscontos.comcasa dos xontos eroticoscontos eroticos gay com fotosamigos comeram minha esposa e eu mamei pau contos eroticoso velhos metia tanto na minha buceta que fazia doContos gays o velho viuvo do bairro de rola imensa arrombou meu cu casado.contos ericonto erótico casao negao tinha pau enorme grande contosmim deixou louco com aquela calcinha fio dental e comi ela loucamente contos erótico