Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

Eu, a Professora e a Coordenadora Sozinhos no colé

Por: taradosex - Categoria: Fetiches

       Eu estudava na zona sul do Rio de Janeiro, e um dia fomos avisado que em um mês ocorreria uma olimpíada escolar só com as escolas da zona sul, e que o colégio selecionaria alguns alunos pra representá-lo nessas olimpíadas e que haveria teste para seleção dos competidores. Então quando os teste começaram eu nem estava muito a fim de fazer, mas só fui por que quem ai avaliar os alunos era a professora Cristina, que era professora de educação física do meu colégio, mas não dava aulas para minha turma. Cristina é uma coroa com 45, mas com tudo em forma, ela sempre dava aula de calça comprida e um agasalho, mas um dia um aluno da turma dela desafiou ela para uma corrida, e ela apareceu no colégio com um shotinho de lycra bem pequeno e apertadinho e uma blusinha bem apertadinha que deixava os bicos dos seus seios bem marcadinhona blusa, os seios dela eram grandes, mas durinhos e sua bunda é enorme e bem empinadinha suas pernas também eram bem lisinhas sem nenhuma celulite, neste dia o colégio parou, a professora achou que era para ver o desafio, mas na verdade era para admirá-la. Então eu fui o indicado para representar o colégio nos 100 e nos 200 metro rasos, e que Cristina seria minha treinadora e de mais dois amigos meus, e que para compensar a falta de preparação nos iríamos treinar aos sábados.
       No começo todos iam treinar os sábado, mas depois os meus amigos relaxaram e só quem ia aos treinos de sábados era eu. No sábado só ficava eu, a professora Cristina e a coordenadora que aparecia para abrir o colégio. No ultimo sábado antes da competição eu treinei forte com a ajuda da professora, e enquanto eu terminava os alongamentos depois do treino, ela foi para o vestiário tomar banho e se trocar para ir embora. Depois que eu terminei o alongamento fiquei esperando ela sair do vestiário. Para poupar tempo só abríamos o vestiário masculino. Então ela saiu e disse que já ia embora, e que quando eu acabasse fechasse o vestiário e passasse na coordenação antes de ir embora para a coordenadora saber que eu já estava indo, e que ela podia fecha o colégio. Então eu fui tomar banho, mas devido aos treinos eu estava me poupando e não transava a três semana, então eu pensei que não tinha problema eu tocar um punheta ali, já que a coordenadora nunca descia e a professora já tinha ido embora, então comecei a bater uma punheta imaginando a minha professora. Então eu ouço a voz da minha professora dizendo:
       - Eu vou entrar! Mas não deu tempo disfarçar, pois nos chuveiros não a divisórias e quando ela entrou me viu como minha mão no meu pau bem duro. E perguntou rindo:
       - O que é isso? e eu sem graça e sem desculpa disse:
       - Me desculpa professora! Mas desde que começaram os treinos eu não transo e não estou agüentado mais! Ela respondeu:
       - Você é tão disciplinado, se tivesse me falado antes eu podia ter te ajudado. E perguntou:
       - Quer minha ajuda! E eu respondi sem graça:
       - Lógico! Ela então tirou sua roupa todinha na minha frente e começou a tocar uma punheta para mim nua embaixo do chuveiro. Ai ela começou a lamber a cabeça do meu pau como se fosse um picolé, nessa hora eu não agüentei mais de tesão e gozei na boca dela. Ela então começou a esfregar meu pau todo gozado na cara dela. Então ela se virou para mim e disse:
       - Vem mamar nos peitos da sua professorinha! Então eu comecei a lamber aqueles seios, e ela apertava minha cabeça contra os seus peitos. Eu lambia e chupava os peitos dela, alem de aproveitar para apalpar aquela bundinha maravilhosa que sempre quis comer, e afiar a mão entre as pernas dela e fazer um carinho na xoxota dela. Ela então começou a gemer e disse:
       - Come minha bucetinha! Ela estar molhadinha! E então eu a encostei no canto da parede, e segurei uma das perna dela para que ficasse bem aberta, então eu coloquei a cabeça do meu pau na entrada da xaninha dela e comecei a esfregar, e ela começou a ficar ofegante e disse:
       - Mete logo! Eu não agüento mais! Então eu enfiei me pau bem devagar na xereca dela e ela deu gemido bem alto. Foi então que eu comecei a meter na xoxota dela, e aproveitava para mamar nos peitos dela, cada gemido que ela dava me enchia mais de tesão, e eu fui metendo cada vez mais forte. No meio do vi e vem ela deu um grito, pedido para que eu batesse na bunda dela, eu não perdi tempo comecei a dar uns tapinhas na bunda dela e aproveitei para dar uma dedada no cuzinho dela, que deu varias piscadinha quando ela sentiu meu dedo entrar. Nesse momento eu já não agüentava mais e então ela gritou:
       - Eu to gozando! Eu to gozando! E gemeu. E eu também não agüentei, goze tanto que minhas pernas ficaram bambas. E depois de ter comido aquela xoxotinha deliciosa eu sentei em eu uns bancos que para descansar um pouco. Ela então perguntou:
       - O que você achou do meu cuzinho quando dedou ele? Eu nesse altura já tinha perdido todo o meu pudor e respondi:
       - Acho que dever ser o cuzinho mais gostoso do mundo! E ela perguntou:
       - Quer comer ele! Meu pau nesse momento ficou duro na hora. E ela segurou no registro do chuveiro e começou a rebolar empinando aquela bundona, e disse:
       - Se você der um beijinho na minha rodinha, eu deixo você meter nela à vontade! Eu tomado pelo tesão fui ate o chuveiro onde ela estava peguei as metades daquela bunda separei elas bem e dei um beijinho de língua bem no cuzinho dela que estava bem limpinho, pude sentir ela piscar o cuzinho e se arrepiar todinha, então ela falou:
         - Pode meter a vontade, que eu sou sua putona! Essa frase me encheu de tesão. Eu a tirei do chuveiro coloquei ela de quatro com as mãos apoiadas nos bancos do vestiário, e montei encima dela. Fui enfiando meu pau ate meu saco encostar na xota dela. Ela então gritou:
         - Mete arromba meu cuzinho! E então eu comecei meter, ela gemia de prazer. Eu então forçava meu pau cada vez rápido e forte tentando penetrar cada vez mais fundo. E nesse momento ela começou a gritar cada vez mais forte, e quando eu tava quase gozando ouvi alguém entrar no banheiro e dizer:
         - O que estar acontecendo aqui! Eu nem dei atenção e continuei a meter bem forte, mas depois de ouvir a voz Cristina parecia ter explodido de tesão. Começou a berrar bem alto e a urrar sem pudor, ela realmente gritava, e ai eu gozei. Então me virei e percebi que quem estava olhando com cara de horror para cena era a coordenadora. Rosa tinha 55 anos cara de velha, mas gostava de andar bem arrumada como uma socialite ela era magra, mas tinha o corpo com suas suaves curvas, e seios pequenos porem durinhos. Então Rosa perguntou novamente:
         - O que vocês pensam que estão fazendo! Vou levar isso à diretora! Então Cristina falou:
         - Deixa de papo furado! Você bem que ficou excitada de ver eu trepando com ele! Ela ficou sem graça e disse:
         - Eu vou contar tudo para diretora! Então Cristina virou para mim e falou:
         - Ela esta assim por que não trepa a cinco anos. Daí eu perguntei como ela sabia disso, e ela respondeu dizendo que a própria Rosa tinha contado para ela. E que ela tinha dito também que estava louca para trepar de novo só não tinha coragem de chegar em alguém. Então Rosa pediu para que Cristina parasse de contar detalhes sobre as conversar que ela tinha. Então Cristina disse:
          - Pode deixar ele saber! Por que ele vai comer você também! Então Cristina perguntou:
          - Você quer comer ela? E eu já com o pau duro respondi:
          - Se ela quiser me dar eu como agora! E então Cristina falou que era tinha a tara de ser comida no na sala da coordenação, encima da mesa dela! E perguntou para Rosa você quer que ele te coma:
          - Se isso for ficar em segredo eu quero! Então fomos todos para a coordenação. Eu só de cueca e a professora Cristina toda nua. Então chegamos à coordenação Rosa foi logo abaixando minha cueca e segurando com as duas mãos o meu caralho. Então Cristina retirou todos os papeis de uma mesa enorme que havia no meio da sala, e disse para Rosa:
          - Ele só vai comer você, se eu participar também! E eu lógico que concordei! No começou Rosa não quis concordar, mas depois de ver Cristina acariciar meu pau duro ela concordou logo. E então Cristina foi Tirar a Roupa dela. Depois de tirar a blusa e o sutiã, da coordenadora Cristina começou a acariciar os peitos de Rosa, e me chamou para mm sentir os bicos dos peitinhos dela. Então Cristina começou a mamar nos peitos de Rosa, e eu também. Foi então que Cristina me mandou deita sobre a mesa, e mandou que Rosa chupasse meu pau. Rosa chupava vorazmente, lambia a cabeça e ia descendo ate o saco. Ela então começou a esfregar meu pau no céu da boca dela. Enquanto isso tudo rolava Cristina ai aproveitando para tirar a calça e a calcinha de Rosa. E começou lamber a xoxotinha de Rosa. Eu já delirando de Tesão com a cena Comecei a força à cabeça de Rosa contra o meu pau. E então eu comecei gozar. E depois de encher a boquinha de Rosa de porra, ela disse:
          - Nossa fazia um tempão que eu não sinto esse gostinho de porra. Então Cristina começou a lamber a xoxota da Rosa, e depois de lambuzar ela toda: Cristina disse:
          - Vem comer a Buceta dela! A essa altura eu já estava exausto, meu pau já estava doendo de tanto fuder, mas com as provocações de Cristina ele ficou duro novamente. E então eu comecei a esfregar meu pau na entrada daquela xoxotinha, e ela começou a meio que rebolar. E então disse:
          - Mete logo Por favor! Então eu não perdi tempo. Enfiei meu caralho todo de uma vez na buceta dela. Ela deu um gemido forte, pois havia muito tempo que ela não recebia uma pirocada na xota dela. Então Cristina deu um tapa na minha bunda e falou:
          - Vai arromba essa vadia! Então eu comecei a meter nela, e em quanto eu arrombava aquela bucetinha aproveitava para lamber os peitinhos dela. Foi ai que Cristina subiu na mesa, e ajoelhou de frete para mim, mas com a buceta na cara de Rosa, e disse para mim:
            - Para de Chupar os peitos dela! Vem Chupar os meus! Ela então falou para Rosa lamber a xoxota dela, e para quem não queria que Cristina participasse, ate que Rosa foi Bem Rápida em atender pedido. Então demorou um pouco, mas aquele vai e vem logo me fez gozar. Então Rosa Parou de lamber a buceta da Cristina e começou a gritar de prazer, os berros dela eram enormes, e enquanto ela berrava de tesão Cristina morria de rir. Então eu fui e sentei em uma Poltrona que há na coordenação para poder descansar um pouco, Cristina veio sentar do meu lado e começou a acariciar meu pau, mas a essa altura eu já não conseguia ficar de pau duro tão fácil, então ela perguntou:
            - Você gostou? Está satisfeito neném? E eu respondi que sim. Então Rosa disse que tínhamos que nos vestir por que já estava na hora de fechar o colégio. Então Cristina disse:
            - Ainda tem tempo para mãos uma! Lembra que você disse que Nunca tinha tomado no cu antes? E Rosa respondeu:
            - Sim! Então Cristina disse que se ela quizesse dar eu meteria no cú dela. E Rosa concordou, então Rosa colocou umas almofadas que havia na coordenação no chão e ficou de quatro encima delas. Então quando Cristina falou no meu ouvido para meter no cú dela de uma vez só e com o máximo de força. E eu obedeci. Coloquei meu pau na entradinha do buraco dela, e empurrei com toda força, ela então soltou um grito de dor. Então Cristina começou a esfregar a sua xota na cara de Rosa e a gritar para mim a arrobar o cú de Rosa. Então eu excitado pela situação montei literalmente em Rosa e comecei a usar o peso do meu corpo para arrombar o buraco de Rosa, que nesse momento gritar e lambia a xoxota de Cristina e urrava de prazer também. Então eu senti que o gozo já estava vindo e comecei a enfiar com cada vez mais força ate a alcançar o fundo do buraco dela, quando alcancei enchi ele todo de porra. Então tirei meu pau do cu dela e continuei a ver lamber a xoxota de Cristina a ela gozar também. Então voltamos para o vestiário tomamos banhos juntos, e depois fomos embora, mas antes de sair Cristina disse que era uma pena que os treinos tinham acabado, e que devíamos ter aproveitado desde o começo. Mas na semana seguinte eu ganhei umas das provas que participei, e houve uma festinha particular no apartamento da coordenadora, e a Cristina estava presente. Agora mesmo depois de ter saído do colégio eu continuo freqüentado o apartamento da coordenadora e da Professora de Educação Física.
        

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto

foto avatar usuario taradosex
Por: taradosex
Codigo do conto: 7312
Votos: 0
Categoria: Fetiches
Publicado em: 12/08/2014

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login

Mais contos desse usuario

O dia em que eu comi uma mendiga maluca!

O Dia Em Que Comi a Mulher Do Mecânico

Meu Amigo Arrombou Gorda e Sua Mãe


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2020 - club-columb.ru - Todos os direitos reservados

Online porn video at mobile phone


casa dos contos eroticiscontocomfotocontos picantes incestocasa dos contos erocasa dos contos eroticos ultimoscontos de incestos reaiscontos eroticos sadoultimos contos de incestoscomendo a tia contos eroticosconto erotico casa dos contoscontos incesto 2018casa doa contos eróticoscontos eroticos por categoriacontos eroticos zoofiliacontos eroticos com fotos reaiscontos eroticos incestuososcass dos contosconto sadocorno manso contowww casadoscontos comcontoseróticos incestocasa dos contos etoticoscontos bissexuaiscontos eroticos zoofoliacontos eroticos incesto maecontos eroricos casacontos eroticos de incestoscontos de cdzinhascontos eróticos de travesticontos eroticos com animaisincesto contosprazeres insanoscasafoscontoscontos eroticos coroasincestos contoswww.casa dos contos eroticoscomi minha prima contocontos eróticos gay ultimoscontos de sexo incestocontos de insestoscasa dos contoseróticoscasadoscontoeroticoconto erotico cornocontos eróticos últimoscasadoscobtoscontos eroticos entre mae e filhacontos eroticos 2018casadoscontoscasa dos contoa eroticoscasa do conto eroticocontos de zoofilia com fotoscasa dos contos eroticos ultimoscontos eróticos de zoofiliacontos bisexuaiscontos eroticos fantasiascasa dos contos lesbicascontos eroticos de exibicionismocasadoscontoacontos de incesto reallésbicas contoscontos eroticos sem fotoscontos porno incestoprimeiro boquete contoincesto casa dos contoscontos crossdresserscontos eróticos com cachorrocasa doscontos eroticoscontos eroticos de zoofiliacasadoscontoscontoerotico ultimoscasadoscontos eroticoscomi minha prima contos eroticoscontos eroticos de incesto com fotosgay casa dos contoscontos incesto mae e filhoultimos contos eroticos publicadoscontos eroticos webcontos crosdressercasadoscontos incestowww contoseroticocontos de sexo zoofiliacontos eróticos cornocontos eroticos casa de swingcontos eroticos grupalcasadoscontos incestomelhores contos eroticoscasa dos contos.com.brcasa dos contos zoofiliaconto erotico bissexualcasa doscontos eróticos