Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

Ajudando a amiga Carla

Por: contosclassicos - Categoria: Traicao

Carla me telefonou de manhã pedindo ajuda para resolver um problema urgente no encanamento da sua cozinha. Disse-me que o seu marido estava viajando e que não tinha mais a quem recorrer. Não podia deixar a minha amiga desassistida. Conversei com o meu supervisor no trabalho e consegui estender o meu horário de almoço. O meu relacionamento com a Carla sempre foi de amizade apenas, mas, sempre que a vejo com seus degotes generosos e vestidos curtos me pego fantasiando: “- Como seria bom! ”.
Senti o meu sonho prestes a ser realizado assim que ela abriu a porta. A moça estava usando apenas uma camisolinha vermelha e a transparência da roupa revelou que ela estava sem calcinha e sem sutiã. Ela olhou nos meus olhos e com um sorriso bem sacana me disse: “Entra gato! ”. Eu ainda estava anestesiado com a grata surpresa, mas ela queria jogar. Me deu um beijo no rosto e me levou até a cozinha para ver o vazamento. Até chegar na cozinha tudo o que eu conseguia prestar atenção era no rebolado da minha amiga.
Havia de fato um vazamento em baixo da pia. Me abaixei para ver melhor, porém, ficava tentando dividir a minha atenção entre o conserto da pia e as pernas da Carla . Tive que literalmente me deitar com as costas no chão para conseguir trabalhar, o espaço era muito reduzido. Quando enfim consegui apertar o sifão, pedi para a minha amiga ligar a torneira, afim de verificar possíveis vazamentos. Com o problema sanado, ainda com a nuca no chão e saindo de debaixo da pia, vejo a Carla , com aquela cara de safada, um sorriso largo e pernas abertas. A sua buceta estava bem na direção da minha boca. Ela foi sentando, parecia que estava fazendo o show da dança da garrafa. Colocou a sua buceta na minha boca, me segurou pelos cabelos e começou a esfregá-la em mim. Foi delicioso. Eu ainda dei um jeito de colocar as mãos na sua bunda para facilitar, fiquei literalmente sugando a buceta da Carla , passava a língua no grelo e, como eu também estava colocando os dedos no seu cuzinho vez por outra, ela resolveu colocar a bunda na minha cara. Fiquei muito tempo quase sendo sufocado de felicidade pela minha amiga.
Ao me levantar ela beijou a minha boca vagarosamente enquanto a minha “mão boba” percorria o seu corpo. Em seguida ela se abaixou, abriu o zíper da minha calça, colocou o pau para fora e, de joelhos, começou a mamar. A Carla massageava o saco enquanto chupava a rola, massageava a rola enquanto chupava o saco, batia com a rola na cara, enfim, se divertia com a situação. Ao se levantar ela me falou ao pé do ouvido: “- Quero dar para você na minha cama.”. Foi então que ela me dirigiu até o seu quarto segurando a minha rola com umas das mãos. Que delícia, nunca nenhuma mulher tinha me levado para o quarto puxado pela rola. Adoro mulher criativa.
Chegando no quarto começamos com um 69. Parecia uma competição, quanto mais eu chupava a sua buceta e metia os dedos no seu cuzinho, mais ela caprichava no boquete. Quase gozei na sua boca antes do tempo. Enfim pude pegar a Carla de quatro na sua cama. Ela encostou o rosto no colchão e empinou a bunda o quanto pode. Não resisti, ainda passei a língua mais uma vez na sua bucetinha para enfim, começar a penetrar a moça. Eu enfiava a rola na sua buceta e de vez em quando ainda colocava o dedo no seu cú. Ela adora levar dedadas no cuzinho. Segurei a sua cintura e comecei a meter cada vez mais forte. Eu dava tapinhas na sua bunda e metia na sua buceta. Enfim, após passar um lubrificante no rabo da Carla , iria matar a minha louca vontade de enrabá-la. As preguinhas dela foram se abrindo, a rola entrando cada vez mais.
Segurei-a pelos cabelos enquanto a enrabava na sua própria cama, sentia o saco batendo na bunda da moça e a rola abrindo o seu cuzinho. Quando estava quase gozando ela se deitou no travesseiro com o rosto para cima. Coloquei a rola na sua boca e comecei a meter de novo, metia com vontade, sentia o saco batendo na sua cara. De vez em quando ainda batia com o pau na cara da moça. Quando fui gozar, fiz questão de enfiar a rola o máximo possível na sua boca, tentei colocar até o saco junto. Ela quase engasgou. Foi quando olhei nos olhos dela e disse: “- E então, cospe ou engole? ”. A moça abriu a boca para mostra o volume de porra, engoliu tudo, lambeu o pau e o saco até ficarem limpinhos e disse: “- Você acha que eu tenho cara de mulher que cospe? ”.

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2021 - club-columb.ru - Todos os direitos reservados


conto com as tias na casa da avocontos erotico moco timidocomi minha tia na do interior contos eróticosde na lua de mel outro me comeocasa dos contos sexocontos de cdzinhacontos erotico o novinho timidoconto erótico mae filho praiao pescador negro me fisgou contocasadiscontosComi mamae contos eroticoscontoseróticos incestomeu Filho me comeu por engano contos eroticoscontos eroticos levei minha amiga casada pra almoçar e ela foi a sobremesarelato de marido que sabia que ia ser cornoSentou no colo do Filho bebada contos eroticosconto erotico adolesentes fudida contta vontadeconto erótico lesbicocasa dos contos.eroticosdeixandi minha namorada transar com outro casadoscontoseroticoscontos eroticos de corno mansocontos ericonto erotico por categoriahistoria de zoofiliamelhores contos eroticosEntreguei minha esposa evangélica a um amigo parte 2 contocasa dos contos fisiculturistacontos cornoscasa dos contos.comcasadoscontoeroticoConto erotico de estuproGozou dentro de mim sem eu perceber conto erótico gayCona-me fodeeee/conto lésbico eróticocasa doscontos minha filha na vara casa dos contos eriticoscasas dos contos eróticoscontos eróticos com fotoscasa dos contos zoofiliawww casadoscontosconto erotico traicaoconto erotico peguei ela sozinhaConto viagem onibus escurocasa dos contoa eróticoscasa.dos.contos eroticoscontos eroticos de zoofiliabarguilhas homemsempre tive vontade de chupar contoscomeram minha namorada conto contos eroticos bizarroscontn erotico mae no colocasa dos conto eroticoscasa dos contos zoofiliaMinha noiva com pauzudoConto cu do priminhocontoseroticoscomfotosContos gays flagrei meu padrásto daddie de jeba comendo um coroa meu cu piscou.contos demorou mas comi o cu delabranquinha Corno conto eroticocontos erotico homem gay da o cu ao seu cachorrocontos de corno liberal [ amor fica aqui com as crianças que eu vol ali com nosso amigo naputinho a foder uma brancaDou cu homemviciei o meu cachorro em sexo contoscasa dos contos.eroticoscontos feminizacao forcadaadoro receber minha esposa toda suja de outro machocontos eroticos de um neto com um pau muito grandeContos algemado e dominadocasa do conto eróticosacareciou me fiquei mal dei cu em casa tia primaconto erótico da mulher rabuda do meu amigo bêbadoconto traição secretaria casada casa dos contos crossdresserminha primeira vez virgindade contosconto erotico grupalcasadoscontos eroticoscontos crossdressC.eroticos a filha namorando no quintalContos éroticos o primeiro orgasmo da minha vidacontoerotico.com irmã entrou aflita no banho comigocasa dos contos eroticos ultimosrelatos de corno cumplice casa dos contosconto vemcorno