Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

dando na fazenda para cães, poneis e para meu avo

Por: mariogoncal - Categoria: Zoofilia

Oi eu vou contar para vcs o meu fim de semana que eu tive na fazenda do meu avó foi um fim de semana fenomenal, aproveitando o feriado de sexta e o de segunda eu fui passar o feriado na fazenda pois lá é muito calmo bom para descansar chegando lá só estava meu a avo e como eu cheguei sexta a noite chegando lá fui tomar um banho entrei debaixo do chuveiro e fiquei ali por horas ate que sai como meu avo já tinha ido dormir eu fui para meu quarto nu pois não tinha mais ninguém na casa chegando no meu quarto fui deitar que eu estava cansado da viagem fui dormir nu pois eu sempre durmo assim de manha acordei me vesti e fui dar um passeio na fazenda que é muito grande ai sai sem rumo fui nas plantação de cana e depois fui na de café chegando lá encontrei rex o cão do meu avo rex e um cão grande pelo negro bem cuidado e o meu maior tesão, na hora já vei na minha cabeça que bom seria sentir aquela pica no meu cuzinho aquele cão pesado na minhas es costas não resisti fui ao encontro como nos estávamos bem na metade do cafezal bem longe da casa da fazenda não tive medo de transar ali mesmo me a baixei na frente do rex e passei minha mão por todo seu corpo ate chegar na sua pica e comecei a punhetar para sair, punhetei bastante ate sair toda para fora e ficar inchada rex estava muito contente ai eu cai de boca comecei um boquete muito gostoso só foi eu colocar na minha boca ele começou um vai vem muito rápido parecia que estava fodendo minha boca e eu fiquei chupando muito gostoso sua pica era muito gostosa muito salgadinha e grossa até que seu pau inchou ao estremo seu no ficou do tamanho de uma bola de tênis e gozou muita quantidade de porra na minha boca nenhum cão em toda minha pratica de zoofilia tinha gozado tanto como rex eu fiquei com muito tesão ai fiquei sentado no chão ate seu pau desinchar não demorou muito ai eu me levantei tirei toda minha roupa fiquei todo peladinho no meio do cafezal ai fiquei de quatro rex percebeu na hora o que eu queria foi com todo subiu em cima de minha prendeu suas patas na minha sentura e começou um vai e vem muito louco colocou sua pica de primeira lá no fundo pois meu cuzinho e bem arregaçado nesta penetração rex babava na minha escosta seu pau começou a inchar dentro de mim eu comecei a sentir um dor sinhá pois seu nó é bem grande do tamanho de uma bola de tênis ai fiquei preso com ele um bom tempo cerca de 20min. ai seu pau sai com aquela quantidade de porra enorme que eu já disse que nunca tinha visto igual depois desta transa gostosa me vesti e caminhei de volta para casa da fazenda já era próximo do meio dia chegando lá fui preparar algo para comer pois meu avo tinha ido bem sedo para cidade próxima e ia voltar só de noite depois de comer fui descansar deitei no sofá e como estava muito quente e como não tinha em casa eu tirei toda minha roupa ficando só de cueca e fiquei ali no sofá logo depois vejo rex do meu lado querendo mais uma sessão de sexo eu como já esta a fim de dar o cuzinho de novo não resisti tirei minha cueca e fui logo ficando de quatro apoiado no sofá rex veio lamber meu cuzinho e não demorou pulou em cima de mim e começou a penetração entrou rapidamente e começou o vai vem muito gostoso como não tinha ninguém em casa eu comecei a gemer alto a gritar aaaaaaa, aiiiiiiiiii, aaaaaaaa. Estava muito gostoso aquela penetração mas quando eu olho para a janela eu vejo o caseiro da fazenda me espiando eu tinha me esquecido que ele estava na fazenda ai fiquei todo envergonhado e ainda por cima eu fiquei preso na pica de rex ai ele saiu da janela e deu a volta pela porta quando se aproximou de mim ele perguntou ta gostoso ser enrrabado por um cão ai eu respondi que sim o caseiro da fazenda e negro de 55 anos que é amigo do meu avo a bastante tempo e eu sabia que ele não ia guardar segredo para meu avo quando ele se aproximou de mim ele já foi tirando a pica para fora e pedindo para mim chupar eu não neguei ele ficou sentado no sofá na minha frente e eu peguei na sua pica velhinha mas muito bonita e comecei a passar a língua logo ela ficou dura e sua pica era bem grande e grossa eu fiquei chupando muito enfiei na boca ele ficou fudendo minha boquinha um tempão até que anuncio que ia gozar eu esperei com a pica dele dentro da minha boca ai ele gozou e eu engoli tudo ate a ultima gota depois que ele gozou não demorou muito para rex desgrudar do meu cuzinho ai seu Ermelindo se levantou e começou a bater uma punhetinha e foi para trás de mim seu pau ficou duro ele se abaixou atrás de mim e enfiou sua pica no meu cuzinho arregasado que entrou com muita facilidade começou o vai e vem muito rápido e me xingava de tudo cadelinha gostosa, putinha louca etc.... ai ele tirou seu pau para fora e gozou em cima da minha bunda, depois disso ele sentou no sofá e pediu que eu limpa-se sua pica com a boca foi o que eu fiz limpei sua pica com a língua ai que pica saborosa como e gostoso seu porra , seu esperma e muito salgadinho ai depois da pica dele bem limpinha ele se vesti e sai falando que queria me foder mais vezes e que ia contar tudo para o meu avo hoje a noite eu fiquei desesperado ai me levantei e fui tomar um banho enquanto eu estava tomando banho escutei o barulho do carro do meu avo chegando eu já senti um frio na barriga mas ele não veio para casa ele foi primeiro na casa de Ermelindo ai já eu já gelei pois sabia que Ermelindo ira contar tudo para meu avo ele demorou uma hora e meia quando ele voltou foi direto tomar banho e não falou com migo mas olhou de uma forma diferente para mim ai me toquei que ele sabia de tudo ai eu fui dar uma espiadinha no banheiro olhei por o buraco da fechadura e vejo meu avo batendo uma punheta ele estava com pica dura como ferro e eu gostei do tamanho era uma pica não muito grande mas muito grossa eu já fiquei louco para praticar um incesto mas me segurei voltei para meu quarto para dormir, era umas 2:00 da manha alguém me acorda eu já imaginava que era mas me virei e vi que estava certo era meu avo eu fiquei todo cheio de tesão ai ele me contou que sabia de tudo o que tinha acontecido naquela tarde ai eu perguntei se gostou do que ouviu ai meu avo respondeu que sim ai ele falou que queria que eu conhece-se um lugar ai eu me levantei e o acompanhei ele foi caminhando ate seu quarto nos entramos ai ele foi ate seu guarda-roupa e abriu as portas e puxou as roupas para o lado e abriu outra porta no fundo do guarda-roupa era um tipo de passagem secreta eu nunca tinha visto aquela porta ai ele entrou e pediu para eu lê seguir foi o que eu fiz fui atrás de meu avo déssemos uma escada o fomos parar debaixo da casa um tipo de um porão que eu nem sabia que existia ali meu avo acendeu as luzes e fiquei de boca aberta com que eu vi
Era um verdadeiro porão do prazer tinha pratileiras cheias de pênis de borracha vibradores e tinha duas maquinas grandes de cadeira uma tinha um pênis para sentar em cima e a outra tinha que ficar de quatro para a maquina te foder meu avo também amava dar o cuzinho e ai bolou aquelas maquina que pode ser colocada todos os tipos de pênis de borracha de vários tamanhos e meu avo tinha uma coleção enorme tinha mais de 70 tipos de pênis ai ele pediu para escolher um para testar as maquinas eu logo empolgado escolhi um pênis negro de 21cm e bem grosso e coloquei na maquina de foder de quatro ai eu tirei toda minha roupa meu avo fez o mesmo ai eu me posicionei e a meu avo ligou a maquina e encaixei no meu cuzinho e ela começou o vai e vem eu fiquei louco de tesão era muito gostoso sentir uma pica negra de rasgando ai meu avo almentou a velocidade deixou que nem uma velocidade de cão te fodendo muito rápido e foi para minha frente e pediu para eu chupar sua pica coisa que eu fiz com maior prazer eu cai de boca sua pica era muito gostosa que já estava duro que nem um ferro e maquina estava arregaçando meu cuzinho eu berrava de prazer aiiii que gostoso aaaiiiii que gostoso eu já estava gozando sem nem tocar em minha pica ai meu avo pediu para eu sentar na outra maquina eu peguei outro pênis fino mais comprido e encaxei no meu cuzinho e liguei a maquina ela começou a enfiar muito rápido era muito gostoso sentir aquela pica indo ate meu estomago e voltando eu não resisti mais e gozei ai sai da maquina ai meu avo pediu para eu dar o cuzinho para ele foi o que eu fiz fiquei de quatro em cochao velho ele vei com sua pica grossa para meu cuzinho e enfiou de uma so fez eu fui empurrando meu corpo para traz para enfiar ate suas bola meu avo me fodia muito gostoso ai gozou dentro de mim tirou a pica para fora e pediu que eu chupa-se eu chupei deixei bem limpinha depois disso nos conversamos ele falou que também gostava de dar o cuzinho e ficou com muito tesão depois que soube que eu também dava o meu cuzinho e melhor ainda dava para um cão que tem uma pica enorme nós ficamos conversando um tempão até que ele falou que amanha de manha eu quero ver você dar o cuzinho para meu cão na minha frente depois de ele ter falado nisso eu fiquei com uma maior tesão ai nos voltamos para nossos quartos ai eu perguntei se eu poderia dormir em seu quarto ai nos fomos dormir mas como eu estava com muito tesão não resisti e fui para debaixo da coberta eu coloquei a pica do meu avo na boca e comecei a chupar ate que sua pica ficou durinha ai eu subi em cima de sua pica e sentei de uma só vez e comecei a cavalgar fiquei ali cavalgando por um bom tempo ate que meu avo falou que ia gozar ai eu almentei a velocidade ai ele gozou dentro do meu cuzinho eu senti seu porra enchendo o meu cuzinho ai diz sabei acabamos dormindo um por cima do outro com sua pica dentro do meu cuzinho . No outro dia por volta das 9:00 nós nos acordamos e fomos tomar um banho pois eu realizar o que meu avo queria ver , eu transando com seu cão daí em diante nós só andávamos nus pela casa fui até o banheiro tomei um banho muito gostoso meu avo fez o mesmo e depois fomos tomar café tudo nu ai depois do café meu avo foi buscar seu cão eu estava a mil de tesão ai meu avo chegou com seu cão que já estava todo animado com que ia acontecer eu estava com tanto tesão que já fui ficando de quatro na beira do sofá e meu avo soltou o cão ele veio com tudo lambeu meu cuzinho depois de lambeu já subiu em mim e foi socando sua pica no meu cuzinho seu pau começou a crescer dentro do meu cuzinho e não demorou muito para seu pau ficar inchado ai eu fiquei grudado nele meu avo vendo aquilo não estava agüentando de tanto tesão e foi para minha frente e pediu para eu chupar sua pica foi o que eu fiz chupei todo seu pau ele fez movimento de penetração na minha boca e gozou no fundo da minha boca ai eu estava com uma pica gozada no meu cu e outra na minha boca depois de alguns minutos o cão do meu avo se soltou de mim e tirou sua bengala enorme do meu cuzinho e junto uma grande quantidade de porra ai eu desabei no chão depois desta transa eu fui tomar um banho e fui dar uma volta na fazenda , eu estava andando pelo galpão aonde guarda o café colhido e acabei entrando e do de cara com seu Ermelindo que estava embalando o café ai ele veio perto de mim e falou ta a fim de me dar seu cuzinho ai eu falei só se agora ai peguei tirei suas calças e me abaixei e fui chupar sua pica que muito gostosa ficou grossa muito rápido ai ele falou tira sua roupa ai eu tirei toda minha roupa e seu Ermelindo deitou no chão e pediu para eu sentar em sua pica foi o que eu fiz fui por cima dele e sentei de uma só vez em sua pica negra e comecei a subir e descer calvagar muito rápido ate que Ermelindo me virou e me colocou de quatro e começou a socar muito rápido no meu cuzinho ai fiquei muito louco gritava como se fosse a primeira vez que eu estive-se dando o meu cuzinho depois de alguns minutos nos gozamos muito gostoso ai nos desabamos no chão ele com sua pica no meu cuzinho ficamos por um bom tempo, depois disto nos se levantemos e eu fui para casa para almoçar quando cheguei em casa meu avo não estava ai fui ate seu quarto fui ate seu guarda roupa e fui para sua sala secreta acendi liguei as maquinas e fui tirando minha roupa ai fui para a que fica de quatro e emcaixei um pênis super grande e liguei a maquina o pênis não estava entrando muito fácil ai eu almentei a velocidade e ele acabo entrando e me rasgando todo fiquei ali naquela maquina por um bom tempo ate gozar ai voltei para cima e fui tomar um banho em quanto eu estava tomando banho escutei meu avo chegar e quando eu fui para a cozinha ele estava preparando o almoço fomos comer depois do almoço nos se arrumamos para ir até a casa de um amigo dele que morava em uma fazenda alguns km da fazenda do meu avo ai nos pegamos o carro e fomos saímos de casa por volta das 14:00 e quando chegamos era umas 14:30 era uma fazenda bem maior do que o do meu avo e tinha bastante animais e tinha um casal de pôneis vários cavalos e muita cabeça de gado chegamos na casa central da fazenda era uma casa enorme um verdadeiro palácio era muito grande e tinha dois pastores alemães que cuidavam da casa eu já fiquei louco de tesão por aquela fazenda lá tinha muita opções de prazer meu avo me apresentou al seu amigo era um senhor por volta de 48 anos muito boa pinta e muito alto tinha uns dois metros de altura moreno depois de nos apresentar meu avo entrou com ele na casa e eu fui dar uma volta na fazenda fui andado até no estábulo onde ficava os cavalos e os pôneis e quando eu entrei escutei um barulho muito excitante fui andando e vejo o casal de pôneis transando eu fiquei louco de tesão eu quase que tirei minha roupa pulei a cerca e ficar no lugar da femia do pônei mas me segurei o pônei ficou socando um tempinho ate que deu duas estocadas mais fortes e gozou dentro de sua femia ai tirou seu pau para fora eu fiquei com mais tesão seu pau era do tamanho das picas dos meu negrões só que era muito mais grossa eu sabia que aguentava dentro de mim mas eu ficaria todo arregaçado mas estava com medo de ser surpreendido por alguém ai deixei e fui para casa da fazenda morrendo de tesão quando chego na casa encontro meu avo e seu Antonio conversando e quando eu chego vejo que seu Antonio me olha de uma forma diferente ai me toquei que meu avo tinha contado tudo para ele ai eu fiquei com mais tesão já era umas 18:00 horas e seu Antonio convidou para nos fazermos um lanche depois do lanche conversamos mais um pouco ai como estava meio tarde seu Antonio convidou para nos passarmos a noite em sua casa meu avo aceitou muito rápido eu já desconfiei eu fui ate o quarto de hospede e fui me deitar mas primeiro fui tomar um banho para ver se eu esfriava um pouco meu tesão tirei toda minha roupa e fui para a ducha enquanto eu estava tomando banho escuto a porta do quarto abrindo bem deva guarinho mas não dei bola mas sabia que era alguém que queria entrar bem quietinho e a porta do banheiro estava aberto mas eu não estava dando bola quando eu olho para trás vejo meu avo e seu Antonio olhando eu tomar banho eu fiquei meio envergonhado e meu avo disse não se preocupe eu já contei tudo para ele, Antonio já sabe de tudo e vai guarda segredo não é Antonio? Meu avo perguntou ai Antonio disse é mais antes você tem que fazer um negocio para nos ai eu perguntei o que? Ele respondeu dar a noite toda sem parar eu já estava morrendo de vontade de transar eu só ia fazer o que eu mais gosto que é dar ai seu Antonio foi tirando a roupa e meu avo também eu já fui ficando de juelhos na frente do seu Antonio e ele tirou sua pica para fora nossa que pica linda era bem grande e bem grossa eu peguei e comecei a punhetar e colocar na boca e chupar ela ficou enorme parecia uma pica de um jumento era muito grande eu fiquei louco de tesão por aquela pica meu avo colocou sua pica no meu lado ai chupava as duas mas que eu mais queria chupar era a benga do seu Antonio depois de um bom sexo oral fomos para cama meu avo deitou na cama e pediu para eu sentar em sua pica foi o que eu fiz sentei em sua pica e seu Antonio ficou em pe na minha frente para eu continuar chupar sua pica eu chupava com se fosse um sorvete mais saboroso do mundo em quando eu cavalgava na benga do meu avo depois de alguns minutos seu Antonio deitou no nosso lado e pediu para eu cavalgar em sua pica foi o que eu fiz pulei da pica do meu avo para a dele mas sua pica era muito grossa eu fui devagarinho fui descendo e subindo devagarinho ate que almentei a velocidade ate ficar cavalgando como um louco em sua pica eu gemia muito gritava aiiiiiiii, aaiiiiiiiii, que goostosssoooo ai que gostosooooooo
Que pica gostosa que benga grande eu estou sendo arrombado por sua pica aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
Ate que para completar meu avo queria fazer um dupla penetração em mim eu já estava com o cu todo arregaçado ele queria arregaçar mais ainda meu avo fui enfiando devagarinho ate que entrou a cabeça e depois entrou mais um pouquinho ate que entrou toda eu dei um grito muito alto aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
Ate que os dois gozaram dentro de mim eu sai de cima deles e chupei suas picas meladas de porra deixei bem limpinha e seu Antonio disse que não estava acabado ainda faltava mais dois, eu perguntei como mais dois? Ai ele falou meus dois pastores alemães ai ele fui buscar quando chegou com eles ele soltou um e outro ele amarrou no pe da mesinha o pastor que esta solto veio direto em mim ai eu me levantei e depois sentei perto dele comecei a punhetar seu pau ate que sai para fora peguei atrás das bolas dele e comecei a passar a língua para trás e para frente ai coloquei todo dentro da minha roupa depois disso eu fiquei de quatro apoiado na cama e o pastor veio por trás e subiu em mim e colocou a socar sua pica no meu cuzinho ele era um cão muito rápido logo seu pau inchou e nos ficamos preso com sua bolas dentro do meu cuzinho ele inundou meu cuzinho de porra eu fiquei ali um bom tempo naquela posição ate que seu pau sai para fora ai Antonio soutou o outro eu fiquei na mesma posição e não deu nem tempo o outro vei por trás de mim e começou a me penetrar com tudo e enfiava mais fundo do que e outro ate que seu pau inchou e gozou também dentro do meu cuzinho eu já estava todo arregaçado mas fiquei ali por mais 15min com uma pica dentro do meu cuzinho depois que ele desgrudou eu fui tomar um banho e depois fomos todos dormir pois nos teríamos um grande dia por a frente .
No outro dia de manha nos acordamos e fomos tomar café, depois de tomarmos o café fomos dar uma volta na fazenda eu e seu Antonio estávamos caminhando e fomos para no estábulo quando nos entramos eu já estava morrendo de tesão ai quando chegamos na baia dos pôneis eu fiquei mas descontrolado eu falei para o seu Antonio o que eu tinha visto ontem ai ele falou você quer tentar dar para o pônei ai eu falei que sim entramos na baia e comecei a tirar minha roupa fiquei de quatro encostado em um caixote e o pônei já veio por trás de mim subiu na minha ex-costa e apoiou suas patas no caixote e começou a socar no meu cuzinho seu pau era muito grosso mais entrou depois de algumas estocadas entrou muito fundo me dando uma dor muito forte ai ele gozou uma quantidade muito grande de esperma dentro do meu cuzinho ai ele tirou o pau do meu cuzinho e seu Antonio enfiou o seu com tudo e gozou dentro do meu cuzinho também depois disso voltei para casa da fazenda e tomei um banho e eu meu avo fomos embora mas prometendo voltar dois dias depois , depois disso eu voltei sozinho sem meu avo e rolou muito mais sexo se você quer saber é só me escrever tenho muitas historias para contar.


                                

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto

foto avatar usuario mariogoncal
Por: mariogoncal
Codigo do conto: 733
Votos: 2
Categoria: Zoofilia
Publicado em: 12/08/2014

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login

Mais contos desse usuario

suruba com 5 cães, 4 negrões um moreno e um loiro


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2020 - club-columb.ru - Todos os direitos reservados

Online porn video at mobile phone


contos bissexualcasados contosconto erotico negracontos eroticos calcinhacontos eroticos topwww casadoscontos comcasa dos ccontosveroticoscasa dos contos eroticos ultimosultimos contos eroticos publicadoscontoeroticocomfotoa casa dos contos eroticoscasa dos contos pornocadadoscontoscasa dos.contos eroticoscasa dos contoseróticosprimeiro boquete contocontos eróticos comi minha filhacontos eróticos lésbicascassdoscontoscasa dos contos.com.brcasa dos contos eroticos incestocontos eroticos cornocasadoscobtoscontos eróticos categoriascasa doscontos eróticoscontos eróticos negaomelhores contos eroticoscasadiscontoscontos incesto maecontos topcontos eróticos sadocontos eróticos de coroascontos reais de incestoscontoseroticosfotoscontoeroticocomfotoconto erotico estrupadacontos eroricos casamae e filha contoscontos eroticos lésbicascontos eroticos de swingme comeram no onibuscontos ericontos de incesto reaiscontos eroticos zoofiliacasados contoscasa dos contocontos eroticos zoofiliacasa dos contos incestocontos eroticos prima novinhacontocornocontos incestos mae e filhoconto erotico exibicionismocasa conto eróticocontos insestoscasadoscontos incestocontos de.incestoconto erotico de incestocontos eróticos incestocasados contosconto erotico sadocasadoscontoseroticoscontos crossdressingcasa doa contos eróticoscontos eróticos lésbicacontos eróticos de travestiscasadoscontos.com.bros melhores contos eróticoscontos crosdresserwww.contos eroticoscasa dos contos gaysconto erotico cornocontos eroticos de professorasconto erotico cachorrocasa dos conto gaycasacontoseroticoscontos professoracontos incestcontos gay amigoúltimos contos eróticoscontos eroticos de insestoconto erotico comi minha filhacasadoscontoscontos xxxcontos eróticos bissexuaiscasa dos contos cornocasadoscontos.comconto erotico com animaiscasadoscontos eroticoscontos eróticos atualizadoscontos eróticos incestocontos eróticos lesbicoa professora submissacontos eroticos 2015